Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
17º 27º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/12/2013 18:15 - Atualizado em 30/12/2013 18:16

Com a volta do Beira-Rio, D'Ale acredita em 2014 melhor para o Inter

Meia argentino comemorou as contratações de Wellington Paulista e de Dida

Meia argentino comemorou as contratações de Wellington Paulista e de Dida<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti / CP Memória
Meia argentino comemorou as contratações de Wellington Paulista e de Dida
Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória
Meia argentino comemorou as contratações de Wellington Paulista e de Dida
Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória

De férias, o argentino D'Alessandro projeta a temporada de 2014 no Inter. O jogador comemorou as contratações do centroavante Wellington Paulista, 30 anos, e do goleiro Dida, 40 anos,  e o retorno do estádio Beira-Rio para fazer um ano melhor que 2013.

"Temos todas as condições de fazer um ano bem melhor. Vamos ter de volta o fator local, contar novamente com o Beira-Rio, e isso vai fazer uma diferença positivamente. A direção está trabalhando para que o grupo possa dar a melhor resposta. Já foram contratados atletas experientes e que passaram por muitas coisas na carreira, que reforçam nosso elenco. Acho que podem nos ajudar bastante, e o torcedor tem que estar do nosso lado", avaliou o argentino em seu site oficial.

Os últimos dois anos colorados foram semelhantes. Iniciaram com um título gaúcho e um expectativa alta, mas acabaram com campanhas ruins no Brasileirão. O argentino teve uma temporada muito boa no Colorado, sendo artilheiro do clube no ano, com 20 gols, líder de assistências, com 14, sendo o que mais atuou, em 59 jogos, e mais de 250 partidas nos cinco anos em Porto Alegre.

"Tivemos um primeiro semestre muito positivo, em que atingimos nossos objetivos. Após a parada, ainda fizemos uma sequência boa de jogos no Campeonato Brasileiro, mas depois ficou muito longe do que a gente pretendia e almejava para o ano. Podíamos brigar por posições muito melhores no Brasileirão, mesmo sem ter a nossa casa. Isso com certeza fez falta e acho que o desgaste das viagens, pela falta do estádio, chegou no grupo. Mesmo assim, não poderíamos ter que somar pontos na última rodada para não ter risco de cair. O Inter sempre tem que estar na parte de cima da tabela. Individualmente, acho que fiz uma boa temporada. Consegui marcar muitos gols e atuar praticamente todo o ano sem lesão. Esse era um dos planos e alcancei", destacou o meia.


Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





» Tags:Futebol Inter


O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.