Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
23ºC
Amanhã
18º 27º


Faça sua Busca


Esportes

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

31/12/2013 13:36 - Atualizado em 31/12/2013 13:41

"Quando vou voltar a treinar?", pergunta Anderson Silva no hospital

Lutador brasileiro fraturou a perna esquerda na luta contra Chris Weidman

Desde que fraturou a perna esquerda na luta contra Chris Weidman, na luta principal do UFC 168, a recuperação do Anderso Silva tem sido tratada como prioridade, acima de questionamentos sobre seu retorno ao octógono. No entanto, o médico do Ultimate Steven Sanders, responsável pelo tratamento do lutador no Centro Médico Universitário de Las Vegas, revelou em conferência telefônica com a imprensa que o brasileiro já faz perguntas sobre sua eventual volta aos treinos.

"No pré-operatório, suas perguntas eram: 'Quando vou voltar a treinar?'", contou o médico. "Faz menos de 48 horas que ele passou pela cirurgia e já o vi utilizando muletas. Eu acho isso maravilhoso porque não sei se conseguiria fazer isso de forma tão rápida. Eu não posso precisar quando ele poderá colocar a perna no chão, mas assim que a dor melhorar ele poderá começar a colocar mais peso na perna. A reabilitação real que ele terá que fazer será nos músculos, que vão se atrofiar no tempo que ele ficar parado. O osso se cura sozinho, são os músculos que precisam ser trabalhados", completou Sanders, que reiterou que o prazo estimado de recuperação do brasileiro é de três a seis meses.

O médico também destacou que não acredita que a atual lesão vá deixar o Spider com predisposição a novas contusões no local, uma grande preocupação caso o ex-campeão opte por voltar a lutar. "Pelo raio-x dá para ver, além das fraturas, a característica dos ossos. Eu tentei ver se havia alguma micro fratura no osso, especialmente porque ele já vem treinando há tanto tempo, está com 38 anos e acostumado a esse tipo de chutes. Mas a natureza do osso dele estava completamente normal, não havia nada que explicasse ou que indicasse uma predisposição para esse tipo de lesão. Do ponto de vista médico, o que aconteceu com o Anderson, caso ele volte a treinar, não deve deixá-lo com uma predisposição maior para sofrer uma nova lesão no futuro, na área afetada", concluiu.


Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





» Tags:Esporte


O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.