Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
19º 29º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/01/2014 19:11 - Atualizado em 01/01/2014 19:24

Rui Costa destaca base montada em 2013 para Grêmio vencer em 2014

Diretor-executivo fez balanço de uma temporada "de protagonismo", mas sem títulos

Rui Costa destaca base montada em 2013 para Grêmio vencer em 2014<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP
Rui Costa destaca base montada em 2013 para Grêmio vencer em 2014
Crédito: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP
Rui Costa destaca base montada em 2013 para Grêmio vencer em 2014
Crédito: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP

O diretor-executivo do Grêmio, Rui Costa, fez um balanço positivo da temporada 2013, nesta quarta-feira em entrevista à Rádio Guaíba. Ele destacou, também, que o ano serviu para adaptar elenco e logísticas do clube a uma nova realidade, apesar da falta de títulos. "Sabemos que o torcedor espera há muito tempo um campeonato de grande repercussão, mas 2013 nos deu uma base para fazer grande campanha em 2014", projetou.

Rui Costa reconheceu que, numa perspectiva pessimista, a temporada teve alguns aspectos de frustração, mas salientou os aspectos positivos. "Numa leitura, poderia ser o ano do quase, mas a outra visão é de que, num ano de adequar um elenco a novas realidades, chegamos esportivamente muito próximos do protagonismo que o clube deve ter", definiu.

"Foi uma temporada em que tivemos protagonismo importante levando em consideração o tamanho da competição e que o Cruzeiro fez uma pontuação fora da curva, uma escala fora do comum", acrescentou o diretor, sobre o Brasileirão, que rendeu o vice-campeonato e vaga na Libertadores. "Na Copa do Brasil, chegamos a uma semifinal, podíamos avançar a uma final e até vencer o campeonato, mas não foi possível", admitiu.

O dirigente também lembrou de seu momento mais complicado na temporada: "Foi o início da minha atividade como gestor de futebol. O fato de ser um dirigente remunerado era quase uma acusação, mas o Fabio Koff me deu essa oportunidade de carreira e as coisas foram mudando".


Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.