Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 12/01/2014
  • 09:32
  • Atualização: 09:35

Após sete reforços, Inter segue observação por "negócio de ocasião"

Diretoria e técnico buscam atacante de velocidade para compor elenco

  • Comentários
  • Lancepress

Já foram sete contratações e ainda podem vir mais. O Inter não está fechado e ainda observa o mercado. Diminui o ímpeto nas ações, mas fica aberto a algum negócio de ocasião que aparecer pela frente. A diretoria e o técnico Abel Braga ainda buscam um atacante de velocidade para reforçar o elenco.

Alguns nomes foram cogitados. Osvaldo, do São Paulo, e Luan, que foi contratado em definitivo pelo Cruzeiro. Como não teve sucesso, irá deixar o mercado acalmar um pouco para conseguir uma opção mais barata. Foram sete contratações até o momento: o goleiro Dida, os laterais Gilberto e Alan, os zagueiros Ernando e Paulão, o volante Charles Aránguiz e o centroavante Wellington Paulista.

"Um clube grande como o Inter não pode dizer que tem o grupo fechado. Estamos olhando o mercado e abertos a algum negócio que possa aparecer", comentou o diretor de futebol Roberto Melo. A situação fica mais grave após a saída de Scocco. O argentino afirmou que não tem motivação para jogar no Inter e quer deixar o futebol brasileiro, seis meses após sua chegada. O técnico Abel Braga projeta utilizar o uruguaio Diego Forlán, que se apresentou com atraso, como opção para jogadas pelos lados. No entanto, o jogador é pretendido pelo Botafogo.

De velocidade, conta com Caio e Jorge Henrique como opções, além do meia Otávio. São as opções para o jogo mais veloz. O Inter admite que pode ter de contratar uma opção mais experiente para a lateral direita, mas inicia a temporada com Gilberto e quer observar Cláudio Winck, Diogo e Vilela, formados na base.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte