Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
12º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/01/2014 10:26 - Atualizado em 13/01/2014 13:52

Ribery, Cristiano Ronaldo e Messi disputam Bola de Ouro

Prêmio tem edição mais disputada com três eleitos com chances reais

Ribey, Cristiano Ronaldo e Messi disputam o prêmio de melhor de 2013<br /><b>Crédito: </b> DSK / AFP / CP
Ribey, Cristiano Ronaldo e Messi disputam o prêmio de melhor de 2013
Crédito: DSK / AFP / CP
Ribey, Cristiano Ronaldo e Messi disputam o prêmio de melhor de 2013
Crédito: DSK / AFP / CP

Desde 2009, quando Lionel Messi passou a virar sinônimo de melhor jogador do mundo, o futebol mundial não via um equilíbrio tão grande na decisão do “título” que será revelado nesta segunda-feira a partir das 15h30min (de Brasília) em cerimônia de gala organizada pela Fifa, em Zurique, na Suíça.

Além do argentino, disputam a Bola de Ouro de melhor jogador do mundo, da Fifa e da revista “France Football”, seu eterno rival Cristiano Ronaldo e o “intruso” Franck Ribéry. O francês vem credenciado pelos títulos com o Bayern de Munique. O camisa 7 foi campeão da tríplice coroa (Alemão, Copa da Alemanha e Liga dos Campeões) na última temporada e coroou 2013 com o título do Mundial de Clubes. Messi, por sua vez, não brilhou como pode por conta do excesso de lesões, mas marcou 45 gols e ajudou o Barcelona a conquistar mais um Espanhol.

No entanto, o favorito desta vez é Cristiano Ronaldo. Dono do prêmio de melhor do mundo em 2008, quando liderou o Manchester United na conquista do Campeonato Inglês, da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes, o português chega a mais uma gala podendo igualar um recorde diferente do de Messi, maior premiado, com quatro troféus: caso vença a Bola de Ouro, o português se tornará apenas o segundo jogador a ganhar a honraria sem ter conquistado nenhum título no ano. O único até agora foi Ronaldinho, que, em 2004, encantou o mundo pelo Barcelona, mas não levou nenhum troféu.

Isso prova que CR7 brilhou por seus próprios méritos, mesmo não tendo sido capaz de dar um título ao Real. E se ele é favorito ao prêmio, muito se deve também às suas atuações pela seleção portuguesa. Na repescagem das Eliminatórias, Ronaldo foi decisivo por Portugal, praticamente garantindo o país na Copa de 2014 com quatro gols. Aliás, ele marcou 69 em 2013, mais do que Messi (45) e Ribéry (22).

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





» Tags:Futebol Esporte


O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.