Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 13/01/2014
  • 17:47
  • Atualização: 18:22

Rafael Moura mostra números no Inter para rebater críticas

Atacante se disse empolgado com Abel e acredita que terá bom ano em 2014

Rafael Moura mostra números no Inter e rebate críticas  | Foto: Halder Ramos / Especial CP

Rafael Moura mostra números no Inter e rebate críticas | Foto: Halder Ramos / Especial CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Contatado em agosto de 2012 pelo Inter, o atacante Rafael Moura ainda não conseguiu mostrar o futebol que encantou os dirigentes colorados. O jogador teve poucas chances no time titular na temporada passada e é contestado pela torcida quando entra em campo. Provável camisa 9 de Abel, o He-Man desabafou nesta segunda-feira. Ele apresentou suas estatísticas no clube e rebateu as críticas.

“Trouxe alguns números para passar para a imprensa da temporada do Rafael no Inter. Tenho jogado no Inter 1.667 minutos e fiz seis gols. O que equivale, se eu fosse titular absoluto, a 17,5 partidas. Joguei 39 vezes, apenas 19 como titular. Em 10 vezes como reserva atuei menos de 10 minutos. Mesmo assim, minha média de gols é de um a cada 277 minutos. Ou seja, o Rafael no Inter faz um gol a cada três jogos”, explicou o jogador.

O atacante reclamou da falta de sequência e comparou seus números com os de Leandro Damião e Diego Forlán em 2013. “Não entro em todos os jogos e não tive uma boa sequência em 2012. O Forlán no Brasileiro do ano passado fez cinco gols em 955 minutos. Um gol a cada 191 minutos. Foi o único na minha frente. O Damião, que era titular, fez cinco gols em 1.794 minutos. Isso significa um gol a cada 358 minutos”, acrescentou.

Rafael Moura espera um ano completamente diferente em 2014. Elogiado na apresentação do técnico Abel Braga, He-Man espera ser melhor aproveitado pelo treinador. “Com a chegada do Abel neste ano, estou muito empolgado. Eu era capitão dele no Fluminense e sabe que pode contar comigo”, projetou. “Era notória a minha dificuldade no ano passado. Operei os dois tornozelos, fiquei 20 dias de cadeira de roda. Foi um ano muito atípico para eu brigar pela titularidade”, finalizou.


Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte