Correio do Povo

Porto Alegre, 29 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
16º 27º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/01/2014 08:01 - Atualizado em 17/01/2014 08:02

Enderson procura parceiro para Kleber e Zé Roberto na armação do Grêmio

Treinador estuda qual será a melhor opção para a linha de meias do 4-2-3-1

Segundo Enderson, Kleber terá uma função híbrida de atacante e meia<br /><b>Crédito: </b> Enio Bianchetti / Especial CP
Segundo Enderson, Kleber terá uma função híbrida de atacante e meia
Crédito: Enio Bianchetti / Especial CP
Segundo Enderson, Kleber terá uma função híbrida de atacante e meia
Crédito: Enio Bianchetti / Especial CP

A linha de armadores de Enderson Moreira, que será a responsável por abastecer Barcos, já tem dois nomes: Kleber e Zé Roberto largam titulares. Falta preencher a última vaga, daquele que atuará pelo lado direito. Maxi Rodríguez pode ser este jogador ou o atacante de velocidade que o Grêmio ainda busca.

O técnico gremista observou o uruguaio tanto pelo meio como pelo lado do campo. Quer ver onde ele rende melhor e se pode ser a peça que imprimirá a velocidade que a equipe precisa, como era Eduardo Sasha no Goiás. Esta opção foi testada, por enquanto, com Paulinho. No entanto, a briga pela titularidade ficará mesmo acirrada se vier algum reforço com essa característica.

Embora tenha trabalhado pouco nos outros dias com Kleber no mesmo time de Zé Roberto ou Barcos, o Gladiador não começa a temporada com a posição ameaçada. Nessa quinta, sem o Pirata, que saiu mais cedo machucado, Enderson armou a equipe pela primeira vez e, do meio para a frente, tinha Maxi, Zé Roberto, Paulinho e Kleber.

O camisa 30 exerceu a função de centroavante, porém deve acabar sento utilizado pelo lado esquerdo. Mesmo assim, a ideia é não deixá-lo longe do gol. “Vamos criar mecanismos para que os dois atacantes estejam próximos do gol adversário. Falo que temos dificuldade de ter um atacante no Brasil, quando se tem dois, é preciso levantar as mãos para o céu e agradecer. Não vejo o Kleber como meia. Pode atuar próximo ao ataque, um pouco recuado. São situações de jogo”, explicou o técnico, na quarta-feira, em conversa com os jornalistas.

A procura é para encontrar uma alternativa viável de atacante de velocidade para brigar pela posição na outra extremidade da linha de armadores. No entanto, nomes da base também podem ser aproveitados. “É uma posição que temos apenas o Paulinho. E ele é rápido. É necessário que estejamos atentos ao mercado, mas não acho que seja preciso pressa. Tenho visto jogadores de extrema qualidade na base. Estamos atentos, mas com boas possibilidades no grupo”, destacou.

Na dupla de zaga consiste a outra dúvida. Bressan iniciou a atividade desta quinta-feira ao lado de Rhodofo. Na segunda parte, porém, Werley entrou no seu lugar, como havia sido na maioria das atividades anteriores em Bento Gonçalves. No restante, a equipe está praticamente confirmado para a largada da temporada, com Marcelo Grohe no gol, Pará e Wendell nas laterais e Souza e Ramiro como volantes.

Bookmark and Share

Fonte: William Lampert / Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.