Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 17/01/2014
  • 18:02
  • Atualização: 18:06

Primeiro jogo do Gauchão na Capital não terá faixas e barras de torcidas

Definição ocorreu em encontro promovido hoje pela Promotoria do Torcedor

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

As torcidas organizadas não poderão entrar no estádio com barras e faixas no primeiro jogo do Gauchão, em Porto Alegre. A definição ocorreu hoje durante encontro promovido pela Promotoria do Torcedor com a participação da Brigada Militar e torcidas do Grêmio e do São José. Os dois clubes se enfrentam às 17h de domingo, no estádio do Zequinha.

A barra é uma espécie de lençol gigante, com a identificação do grupo, que passa sobre as cabeças dos torcedores. No entendimento da BM, ela compromete o monitoramento da torcida, segundo explica o promotor José Francisco Seabra Mendes Júnior. Já o tirante é uma corda na qual o torcedor se amarra para ficar em pé sobre as grades de contenção. A justificativa é que o procedimento não é seguro e pode machucar em caso de queda.

Conforme o promotor, ainda está pendente se os mastros de bambu, usados para sustentar bandeiras, poderão ser levados. A definição depende de uma resposta final da Brigada Militar. Ele disse ser favorável, desde que o portador assine um termo de responsabilidade.

Representantes da Garra, Velha Escola e Torcida Jovem participaram do encontro. A direção do Grêmio informou que todas as organizadas foram comunicadas. O vice-presidente do clube, Nestor Hein, também esteve presente.

A BM ainda vai fazer a segurança nos trens durante o deslocamento dos torcedores. Além disso, ficou estabelecido que as organizadas deverão entrar no estádio uma hora antes do início da partida.

Bookmark and Share