Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 20/01/2014
  • 18:34
  • Atualização: 18:46

Sindicato dos Atletas notifica FGF e pede fim de gramado sintético

Termômetros apontaram para calor acima do 60ºC no campo antes do jogo entre Grêmio e São José

Jogadores tentam se refrescar na estreia pelo Gauchão | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / CP

Jogadores tentam se refrescar na estreia pelo Gauchão | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / CP

  • Comentários
  • Lancepress

A temperatura do gramado sintético do estádio Passo D'Areia, durante o duelo entre São José e Grêmio, nesse domingo gerou repercussão do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul. Antes da partida, termômetros colocados no campo apontavam para calor acima dos 60ºC no local. Na tarde desta segunda-feira, o presidente da entidade, José Mocelin, enviou um documento à Federação Gaúcha de Futebol (FGF) notificando sobre o ocorrido.

O sindicato da categoria também exigiu mudanças do gramado e de horário no estádio. "Neste ano a intenção é trocar de horário os jogos. Sempre depois das 19 horas. Mas a visão do Sindicato é que aquele gramado não pode ser usado. Ninguém gosta de jogar ali. Todos sabem que é horrível. Os jogadores foram fritados no campo do São José", disse o presidente à Rádio Guaíba.

O lateral-direito do Grêmio, Tinga, saiu da partida com a sola dos pés queimadas. Ele mal conseguia caminhar no final do jogo, que terminou 1 a 0 para o Zequinha. Durante o duelo, a temperatura em Porto Alegre estava em 35ºC.

Bookmark and Share


TAGS » Grêmio, Futebol, Esporte