Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

21/01/2014 07:38 - Atualizado em 21/01/2014 07:46

Inter confia em solução do “caso Scocco” até o final de semana

Clubes interessados no argentino o querem apenas por empréstimo

Scocco pediu para deixar o Inter, mas empresário não trouxe proposta<br /><b>Crédito: </b> Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP
Scocco pediu para deixar o Inter, mas empresário não trouxe proposta
Crédito: Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP
Scocco pediu para deixar o Inter, mas empresário não trouxe proposta
Crédito: Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP

Ele treina diariamente e recebe salários absolutamente em dia, mas não joga e, se não houver uma reversão drástica de conjuntura, jamais jogará outra vez com a camisa colorada. Este é Ignácio Scocco, jogador que vive uma situação de impasse no Inter. Nessa segunda, o empresário do argentino, Fabián Soldini, se reuniu com a direção, mas não apresentou nenhuma proposta de compra dos direitos econômicos do atacante. Apesar disso, o vice de futebol Marcelo Medeiros confia em uma solução do caso.

“Ele (Soldini) apresentou algumas sugestões que não vão de encontro às necessidades do clube. Temos a expectativa que a coisa possa ser resolvida até o final da semana”, declarou Medeiros.

Soldini quer levar Scocco de volta à Argentina. O River Plate e o Newell’s Old Boys — clube que o projetou no ano passado — querem o jogador, mas nenhum deles dispõe dos 6 milhões de dólares que o Inter gastou em agosto passado para tirá-lo do time de Rosário. Ambos querem o jogador empréstimo, condição que é rechaçada pelos dirigentes do Inter.

De alguma forma, Luigi e Medeiros transferiram o problema para Scocco durante a reunião de dessa segunda. “Quem quer sair é o jogador. Foi ele que disse que não gostaria mais de atuar no Brasil. Então, ele tem de nos ajudar a arrumar uma solução para o problema”, enfatizou Medeiros.

O prazo é outro obstáculo. No final do mês, se encerra a janela de transferências para os principais países da Europa. “Ele tem que entender que o prazo dele também é 31 de janeiro”, segue o dirigente, que, apesar do prazo escasso, prega “estratégia e paciência” na solução do impasse.

Enquanto isso, longe dos holofotes, sem conceder entrevistas, Scocco treina em horários diferentes do grupo principal no CT Parque Gigante. Oficialmente, ele ainda recupera-se de uma entorse no tornozelo esquerdo. Jogar pelo Inter é uma hipótese bastante improvável, sobretudo pela postura demonstrada diante de Abel Braga na conversa na qual se conheceram, no início da temporada.

“Neste momento, ele está fora dos planos da direção e da comissão técnica. E não acho que esta situação vá mudar tão facilmente”, confirmou o diretor de futebol, Roberto Melo, que continua: “Estamos tentando achar uma solução que resguarde os interesses do Inter. Afinal, foi ele (Scocco) que manifestou a ideia de sair”. Desde que chegou ao Inter, no meio da última temporada, Scocco fez 20 partidas pelo Inter e marcou quatro gols.

Sem mais reforços

A falta de uma solução para o caso de Scocco trava outras contratações. Afinal, há a firme disposição dos dirigentes de adequar os gastos do futebol ao orçamento do clube. E novos investimentos importantes serão feitos só se o Inter reaver parte ou a totalidade da quantia investida no jogador argentino. Até lá, não há previsão do desembarque de reforços.

A ideia é observar os jogadores jovens,sobretudo aqueles que fazem parte do grupo que representa o clube nas primeiras rodadas do Gauchão. “Estamos fazendo uma readequação orçamentária. Vamos esperar um pouco e ver o desempenho dos meninos. Não temos pressa”, revela Roberto Melo

Bookmark and Share

Fonte: Fabrício Falkowski / Correio do Povo







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.