Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
13º 23º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/01/2014 12:04 - Atualizado em 26/01/2014 12:08

Cláudio Winck encontra tio como adversário neste domingo

Lateral do Inter enfrentará Luís Carlos Winck, técnico do Passo Fundo, que tem história na posição pelo clube

Lateral Cláudio Winck tem sido destaque neste começo de temporada<br /><b>Crédito: </b> Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP
Lateral Cláudio Winck tem sido destaque neste começo de temporada
Crédito: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP
Lateral Cláudio Winck tem sido destaque neste começo de temporada
Crédito: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

A partida deste domingo entre o time sub-23 do Inter e o Passo Fundo será especial para Cláudio Winck. O jovem lateral-direito irá encontrar o tio Luís Carlos Winck, treinador do time do interior, em mais uma chance para mostrar serviço para Abel Braga. O técnico colorado afirmou que já observou jogadores passíveis de uso no elenco principal. Winck, com três gols marcados, entre Recopa Gaúcha e Gauchão, é um dos mais cotados. Enfrentará a fonte de maior inspiração, o tio Luís Carlos Winck, que fez história na posição vestindo a camisa do clube.

“O Cláudio é meu sobrinho. Gosto muito dele como pessoa, ele tem um grande potencial. Se tiver sequência, pode assumir a lateral do Inter. Eu, por exemplo, tive muitas lesões no início, também. Mas não podemos comparar a minha carreira com a dele. Eu fiz história no Inter, ele tenta começar a caminhada”, comentou Winck tio na Rádio Bandeirantes.

“Para mim é uma honra e um orgulho fazer parte da família, meu pai também jogou futebol. Tem pressão, mas eu procuro fazer minha parte. Ele fez história no Inter. Não gosto da comparação, cada um tem o seu estilo. Procuro o meu espaço, como ele fez. Quem sabe chegar onde ele chegou”, sonhou o garoto.

Além do encontro familiar, há também dois amigos. Clemer foi titular e um dos líderes do Inter campeão da América e do Mundo em 2006. Nas decisões, Ediglê foi chamado por Abel Braga para entrar. O zagueiro estará em campo pelo Passo Fundo e reencontrará o ex-goleiro, agora como técnico colorado.

O Inter busca manter os 100% na competição. Até o momento, venceu as duas. Clemer não terá Jean, destaque na vitória sobre o Novo Hamburgo. Eduardo entra na sua vaga. O restante da equipe deve ser a mesma que venceu no Vale.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.