Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 29/01/2014
  • 10:58
  • Atualização: 11:13

Valor das transferências internacionais de jogadores cresce 41% em 2013

Brasil permanece como país mais ativo nas negociações

Brasil permanece como país mais ativo nas negociações | Foto: Quique Garcia / AFP / CP Memória

Brasil permanece como país mais ativo nas negociações | Foto: Quique Garcia / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • AFP

As transferências internacionais de jogadores de futebol representaram em 2013 mais de 3,7 bilhões de dólares, 41% a mais na comparação com o ano anterior. O anúncio foi feito pela Fifa no relatório anual Transfer Matching System (TMS). Durante o ano de 2013 foram registradas 12.309 transferências internacionais.

O Brasil permanece como o país mais ativo nas transferências internacionais (as negociações entre clubes do mesmo país não são consideradas), com 746 jogadores negociados para clubes brasileiros e 656 que deixaram o futebol brasileiro. A conexão Brasil-Portugal tem grande destaque com 137 jogadores que trocaram Portugal pelo Brasil e 91 que fizeram o caminho inverso. No que diz respeito aos gastos, a Inglaterra lidera o ranking, com 913 milhões de dólares de investimentos, 25% do total. A Espanha foi o país que mais arrecadou com a transferência de jogadores, 565 milhões de dólares.

Segundo o relatório, as comissões pagas aos agentes aumentaram 30%, mas apenas 14% das operações foram negociadas por intermediários (17% em 2012). A idade média do jogador negociado em 2013 foi de 25 anos e três meses. O uso do TMS (sistema informático que regula o sistema de transferências) é obrigatório desde 1º de outubro de 2010 para todas as transferências internacionais de jogadores profissionais. Segundo a Fifa, mais de 200 federações nacionais e quase 6 mil clubes utilizam o TMS.

Bookmark and Share