Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
13º 28º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Gre-Nal

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

09/02/2014 21:48 - Atualizado em 09/02/2014 22:25

D'Ale acusa arbitragem por empate no Gre-Nal: "Fomos roubados"

Zagueiro Paulão nega que bola tenha batido em sua mão na área do Inter

Meia argentino reclamou do lance do pênalti do Grêmio<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral
Meia argentino reclamou do lance do pênalti do Grêmio
Crédito: Fabiano do Amaral
Meia argentino reclamou do lance do pênalti do Grêmio
Crédito: Fabiano do Amaral

O meia D'Alessandro saiu de campo reclamando muito, após o empate no Gre-Nal deste domingo. O argentino ficou indignado com o pênalti marcado a favor do Grêmio, que acabou convertido por Barcos e decretando o 1 a 1. "Fomos roubados", disparou.

D'Ale comparou o resultado da sétima rodada do Gauchão ao do último clássico no Brasileirão, também encerrado em 2 a 2. "O que aconteceu no último Gre-Nal? Marcaram pênalti. Agora de novo, para o empate", destacou, indignado, antes de ser conduzido ao vestiário pela segurança do Inter.

Protagonista da penalidade, o zagueiro Paulão foi taxativo em não ter cometido a infração. "Não botei a mão na bola. Vi o Muriel encostar nela e eu não toquei", enfatizou. As imagens na TV, contudo, mostraram o defensor esticando o braço e tocando após ele ser pressionador pelo centroavante Barcos dentro da área colorada.

O técnico Abel Braga, por sua vez, negou influência da arbitragem no resultado, mas viu um lance involuntário do seu comandado. "Bateu no braço, ele não estava olhando a bola. Não foi o Vuaden que apitou no momento exato, foi o árbitro de trás que apitou. Falou que bateu no braço. Não dá para falar do Vuaden pois é muito sério e bom", avaliou.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.