Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 11/02/2014
  • 11:51
  • Atualização: 12:00

Primeira atleta assumidamente gay leva o ouro em Sochi

Em meio às polêmicas leis de Putin, holandesa venceu a prova de patinação de velocidade

Ireen Wust se tornou a primeira atleta assumidamente gay a receber uma medalha nesta edição | Foto: LOIC VENANCE/ AFP/ CP

Ireen Wust se tornou a primeira atleta assumidamente gay a receber uma medalha nesta edição | Foto: LOIC VENANCE/ AFP/ CP

  • Comentários
  • Lancepress

Em mais um momento memorável nos Jogos de Sochi, a holandesa Ireen Wust se tornou a primeira atleta assumidamente gay a receber uma medalha nesta edição. E no lugar mais alto do pódio.

Nesta segunda-feira, Ireen completou os 3000m feminino de patinação de velocidade com o menor tempo e, pela terceira vez seguida, se sagrou campeã olímpica. Wust, de 27 anos, é somente uma de sete atletas assumidamente gays a competir em Sochi e ainda disputará mais duas provas (1000 e 1500 metros).

Em entrevistas após vencer a final olímpica, Ireen preferiu não ter sua sexualidade como tema principal das entrevistas e sim o amor por seu país e seu esporte. "São três em sequência, e eu quero me tornar ainda mais única", completou Ireen.


Bookmark and Share