Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 28º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

15/02/2014 14:46 - Atualizado em 15/02/2014 14:51

Fifa fará exames antidoping contínuos em atletas da Copa

Amostras de sangue e urina serão analisadas em Lausanne, na Suíça

´Estamos preparados para ter a sexta Copa do Mundo seguida sem doping´, afirmou Jiri Dvorak<br /><b>Crédito: </b> Nelson Almeida / AFP / CP
´Estamos preparados para ter a sexta Copa do Mundo seguida sem doping´, afirmou Jiri Dvorak
Crédito: Nelson Almeida / AFP / CP
´Estamos preparados para ter a sexta Copa do Mundo seguida sem doping´, afirmou Jiri Dvorak
Crédito: Nelson Almeida / AFP / CP

Todos os jogadores com possibilidade de participar da Copa do Mundo do Brasil-2014 serão submetidos a exames antidoping contínuos, com uso de passaporte biológico, a partir do dia 1º de março. O anúncio foi feito pela Fifa em entrevista coletiva realizada neste sábado em São Paulo. "A logística está pronta, estamos preparados para ter a sexta Copa do Mundo seguida sem doping", afirmou Jiri Dvorak, médico-chefe da Fifa.

Esta é a primeira vez que o passaporte biológico, comum em esportes como o ciclismo ou o atletismo, será usado para uma Copa do Mundo. Dvorak salientou que as datas dos exames não serão divulgadas ao público. As amostras de sangue e urina serão analisadas em Lausanne, na Suíça, e estocados para estabelecer o passaporte biológico. Com essas informações, será possível comparar as amostras colhidas ao longo dos três meses que precedem o Mundial com aquelas que serão colhidas durante a competição.

Durante a Copa, os exames realizados no Brasil também precisarão ser analisados na Suíça, já que o laboratório do Rio de Janeiro (Ladetec) teve seu credenciamento suspenso, que gerou fortes críticas da parte da Fifa. O próprio Dvorak já avisou em novembro que pretendia cobrar ao governo brasileiro gastos extras com o logística ocasionados com a necessidade de encaminhar as amostras para a Europa.

A Fifa fez uma lista com 2 mil jogadores com possibilidade de participar da competição. O último jogador flagrado em exame antidoping durante uma Copa do Mundo foi o argentino Diego Maradona, durante a edição de 1994, na
África do Sul.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.