Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 16/02/2014
  • 10:26
  • Atualização: 10:29

Câmera no capacete de Shumacher corre o risco de ter 'enfraquecido' a peça

Segundo jornal britânico, quebra do capacete após o choque com pedra pode ter sido causada pela câmera

  • Comentários
  • Lancepress

O jornal britânico "The Telegraph" noticia que a câmera utilizada por Michael Shumacher em seu capacete de esqui, pode ser a responsável pela quebra da peça em duas partes. Schumacher está internado no Hospital Universitário de Grenóble, na França, desde o dia 28 de dezembro.

De acordo com os investigadores do caso, Schumacher esquiava em velocidade condizente com sua experiência em terrenos difíceis, mas após o choque em uma rocha, seu capacete se partiu em dois, o que causou sérias lesões na cabeça do heptacampeão de Fórmula 1. Agora, os investigadores trabalham com a hipótese de que a câmera instalada na peça, teria forçado a estrutura do capacete no momento do choque.

"O capacete quebrou completamente. No mínimo em duas partes. A ENSA (Escola Nacional de Esqui e Alpinismo de Chamonix) checou o material do capacete e estava OK. Mas por que ele explodiu no impacto? Aí é que a câmera entre em questão. O laboratório tem feito testes para ver se a câmera enfraqueceu a estrutura" – informou fonte ligada à investigação ao jornal “The Telegraph”.

Schumacher segue em coma na França e seu processo de despertar já dura mais de duas semanas. De acordo com comunicado oficial da família no último dia 13 de fevereiro, o processo para tirar o alemão do coma deve demorar semanas ou meses.

Bookmark and Share