Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 18/02/2014
  • 12:30
  • Atualização: 12:33

Mais da metade dos brasileiros acham que País não deveria sediar Copa

Pesquisa da CNT mostra que 75,8% dos entrevistados acham que investimentos foram desnecessários

  • Comentários
  • Agência Brasil

Caso a escolha do país que vai sediar a Copa do Mundo de 2014 ainda fosse ocorrer, 50,7% dos entrevistados na pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) não apoiariam a candidatura do Brasil. Outros 26,1% seriam totalmente a favor da medida e 19,7% defenderiam parcialmente o evento no país.

A pesquisa foi divulgada hoje (18) pela CNT e mostra também que 75,8% dos entrevistados avaliaram que os investimentos feitos no país para a Copa do Mundo foram desnecessários. Ficou em 13,3% o percentual dos que consideram esses investimentos adequados.

Em relação às obras de mobilidade urbana feitas para a Copa do Mundo como metrô, trens e corredores de ônibus, a maior parcela dos entrevistados (66,6%) não acredita que ficarão prontas a tempo dos eventos nas cidades-sede. Os que acreditam que as obras estarão concluídas a tempo são 27,7%. Os que não sabem ou não responderam ficaram em 5,6%.


As manifestações públicas durante o mundial de futebol são esperadas por 85,4% dos entrevistados e só 11,4% acreditam que o povo não irá às ruas. O percentual dos que pretendem participar dessas mobilizações chega a 15,2% e 82,9% não têm a intenção de protestar.

O otimismo quanto à Copa do Mundo surge na pesquisa quando o assunto é a seleção brasileira. Um total de 56,2% dos entrevistados acredita que o Brasil vai ser o campeão do mundial de futebol. Outros 34,6% acham que a seleção brasileira não vai vencer a copa e 9,2% não sabem ou não responderam a pergunta.

Nesta edição da pesquisa foram entrevistadas 2.002 pessoas em 137 municípios de 24 unidades da federação, entre os dias 9 a 14 de fevereiro. A margem de erro é 2,2 pontos percentuais. A pesquisa foi encomendada pela CNT ao instituto MDA.

Bookmark and Share