Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 18/02/2014
  • 12:31
  • Atualização: 13:02

Estruturas temporárias não foram tratadas durante visita de Valcke, diz Inter

Presidente da Comissão de Obras afirmou que secretário-geral da Fifa ficou satisfeito com Beira-Rio

Jérôme Valcke visitou o Beira-Rio na manhã desta terça | Foto: André Ávila

Jérôme Valcke visitou o Beira-Rio na manhã desta terça | Foto: André Ávila

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

A Fifa já definiu um prazo para Inter, governo do Estado e Prefeitura de PoErto Alegre chegarem a um acordo sobre quem vai pagar as estruturas temporárias necessárias para que o Beira-Rio receba os jogos da Copa do Mundo: a próxima quinta-feira. A postura da entidade está tomada e o assunto sequer foi tratado na visita do secretário-geral Jérôme Valcke ao estádio nesta terça.

O presidente da Comissão de Obras do Colorado, Maximiliano Carlomagno, ressaltou que a visita de Valcke seguiu apenas o protocolo da Fifa. “Esse assunto não foi abordado hoje. O presidente Luigi tratou isso ontem. Temos a expectativa de que as partes possam achar as soluções. O Inter entende que vem dando uma contribuição importante para o evento e faltam esses ajustes, que devem se dar de forma exitosa. Essa á a expectativa do clube”, declarou em entrevista coletiva.

Segundo Maximiliano Carlomagno, Jérôme Valcke ficou satisfeito com o que viu no Beira-Rio. Durante a visita, o Inter apresentou ao secretário-geral da Fifa o cronograma final da obra do estádio. “O procedimento já é usual nessa nossa caminhada de preparação do estádio para a Copa do Mundo. Fizemos a apresentação do estágio da obra, da perspectiva de eventos-teste até a reinauguração do estádio. A primeira impressão dele foi muito positiva. Ele chamou atenção para o concreto que está no formato original. Eu falei para ele que era parte do nosso espírito de manter algumas coisas da parte original do estádio e adicionar coisas novas”, disse.

Possibilidade de receber mais jogos

Ainda nesta terça-feira, a Fifa irá anunciar a decisão sobre a permanência ou não de Curitiba como sede do Mundial. Se a capital paranaense foi retirada da Copa, o Beira-Rio pode herdar uma das quatro partidas que seriam disputadas na Arena da Baixada. Carlomagno afirmou que a entidade ainda não procurou o Inter para tratar sobre o assunto.

“Esperamos que tudo se concretize de forma planejada em Curitiba. Caso acontece alguma coisa, vamos avaliar com a Fifa. Esse é um tempo posterior. Temos tratado as coisas aqui por prioridade. Nossa prioridade agora é a conclusão da obra em um trabalho que vem sendo feito com muito cuidado e também os eventos-teste.”

Bookmark and Share