Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 19/02/2014
  • 17:05
  • Atualização: 17:06

Conmebol abre processo disciplinar contra Real Garcilaso por racismo

Pena ao clube por ofensas de torcedores a Tinga dependerá da avaliação dos membros da entidade

Pena ao clube por ofensas de torcedores a Tinga dependerá da avaliação dos membros da entidade | Foto: Cris Bouroncle / AFP / CP Memória

Pena ao clube por ofensas de torcedores a Tinga dependerá da avaliação dos membros da entidade | Foto: Cris Bouroncle / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • Lancepress

Após uma semana do ato de racismo que parte da torcida do Real Garcilaso promoveu contra o volante do Cruzeiro, Tinga, a Conmebol resolveu abrir um processo disciplinar para julgar o clube peruano quanto às ações de seus torcedores, em Huancayo, pela fase de grupos da Libertadores da América. A entidade agiu após uma denúncia feita pelo Cruzeiro e a abertura do processo é a próxima fase da resolução do incidente, depois que uma investigação sobre o caso foi concluída. A pena para o Real Garcilaso dependerá da avaliação dos membros da Unidade. Ela pode variar de apenas multa financeira (3 mil dólares) até a exclusão do time peruano da competição.

"Essa abertura de expediente foi realizada uma vez que foi finalizada a investigação preliminar que dias atrás iniciou a Unidade Disciplinárias após receber uma denúncia do Cruzeiro Esporte Clube na qual o clube brasileiro manifestava que os torcedores do clube peruano tiveram conduta racista contra um de seus jogadores", continua a nota oficial, que ainda informa o prazo de sete dias para que o Garcilaso apresente sua defesa.


Bookmark and Share