Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
15º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Tênis

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

23/02/2014 19:43 - Atualizado em 23/02/2014 19:48

Rafael Nadal é campeão do Rio Open

Tenista espanhol derrotou ucraniano Alexandr Dolgopolov

Depois de salvar três match points na semifinal, Rafael Nadal encontrou maior facilidade para vencer a decisão deste domingo e conquistar o título do Rio Open, no Jockey Club. O número 1 do mundo deu poucas chances ao ucraniano Alexandr Dolgopolov, algoz de David Ferrer na semifinal, e fechou o último jogo do torneio pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (7/3).

Com mais este triunfo, Nadal manteve a série invicta em jogos oficiais no Brasil. O espanhol soma três conquistas, levando na conta os dois títulos do Brasil Open (2005 e 2013), e segue 100% no saibro brasileiro. "A conexão que estou fazendo com o Brasil é muito especial", disse o espanhol. No total, ele acumula 62 troféus na carreira, o 43.º no saibro. Na temporada, já tem dois títulos, incluindo o ATP 250 de Doha, no Catar, no início de janeiro.

Para vencer neste domingo, diante das arquibancadas quase lotadas do Jockey Club, Nadal exibiu maior consistência do que na semifinal. Falhou menos (foram 7 erros não forçados, contra 27 do rival) e também arriscou pouco - obteve 16 bolas vencedoras, diante das 34 de Dolgopolov.

O jogo

Nadal começou a decisão em grande ritmo, sem aparentar cansaço apesar da longa batalha contra o compatriota Pablo Andujar no dia anterior. Mais consistente do que na semifinal, o número 1 do mundo venceu seus games de saque com facilidade e levava a melhor em quase todos os ralis.

Assim, acabou se impondo no saque do ucraniano no quarto game, quando abriu 3/1 e praticamente encaminhou a vitória no set inicial. Com a confiança abalada, Dolgopolov parecia pouco disposto a resistir.

A situação não melhorou para o ucraniano quando Nadal faturou nova quebra de saque no terceiro game do segundo set. O favorito voltou a ter vantagem no jogo e os erros que cometia não abalavam seu desempenho. Até que o espanhol foi sacar para o jogo e Dolgopolov resolveu "entrar" na partida.

O ucraniano devolveu a quebra e levantou o público, que queria mais jogo e sonhava com o terceiro set. Mais confiante, Dolgopolov acumulou bons golpes do fundo de quadra e levou o duelo para o tie-break. Nadal, contudo, voltou a se impor nos pontos decisivos e sacramentou a vitória após 1 hora e 41 minutos de confronto.

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.