Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
13º 23º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/02/2014 11:21 - Atualizado em 25/02/2014 11:44

Inter busca corrigir bola aérea defensiva

Nos últimos dois jogos, Colorado sofreu dois gols em cobranças de escanteio

Bola aérea é arma ofensiva, mas problema defensivo<br /><b>Crédito: </b> Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP
Bola aérea é arma ofensiva, mas problema defensivo
Crédito: Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP
Bola aérea é arma ofensiva, mas problema defensivo
Crédito: Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP

O ano mal começou. Os principais adversários do Inter ainda não apareceram, mas o Campeonato Gaúcho é utilizado para algumas observações. É possível detectar, por exemplo, que o Colorado tem na bola parada uma faca de dois gumes. Precisa ajustar o posicionamento defensivo, mas tem aproveitamento razoável na parte ofensiva.

Nas últimas duas partidas, os gols sofridos para Veranópolis, neste domingo, e Juventude, na última terça, foram de bola parada. Duas cobranças de escanteio que resultaram em gols rivais. A primeira, em escanteio colocado no primeiro poste, onde Soares marcou. A segunda, em cobrança de escanteio mais aberta, com desvio para Zulu, na pequena área.

Além destes dois gols, o elenco principal, sob o comando de Abel Braga, ainda sofreu um contra o Cruzeiro, dia 2 de fevereiro, em cobrança de escanteio, e no Gre-Nal, em cobrança de pênalti de Barcos. São quatro gols em cinco sofridos no Gauchão. “A bola parada também é um aspecto que não podemos errar, é homem a homem. Estamos trabalhando para consertar isso mais para frente”, disse o lateral-direito Gilberto.

Por outro lado, a arma é utilizada também no ataque. Cláudio Winck e Aránguiz marcaram em cobranças de falta diretas. Fabrício aproveitou cruzamento contra o Cruzeiro para deixar o seu. Ernando deu a vitória sobre o Pelotas também após escanteio.

“A gente errou algumas faltas que tinha que jogar a bola para o lado, para cruzar por ali. Mas falei essa semana, a gente ganha, ganha, ganha e esquece dos detalhes. Agora que perdeu, aparecem estes detalhes. É bom ter o aprendizado como esta derrota”, disse o técnico Abel Braga, após a derrota para o Veranópolis.

O Inter volta ao campo nesta quarta-feira, para o duelo com o Brasil de Pelotas, provavelmente no Beira-Rio, às 22h. A tendência é que o zagueiro Juan fique de fora, com dores musculares. Ernando entraria em seu lugar. Os titulares voltam após uma rodada de descanso no Estadual.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.