Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 04/03/2014
  • 23:35
  • Atualização: 23:42

Vettel reconhece que "terminar o GP da Austrália já seria um grande feito"

Alemão lamentou problemas da Red Bull e relatou que só luta por pontos se rivais abandonarem

Alemão lamentou problemas da Red Bull e relatou que só luta por pontos se rivais abandonarem | Foto: Mohammed Al-Shaik/AFP/CP

Alemão lamentou problemas da Red Bull e relatou que só luta por pontos se rivais abandonarem | Foto: Mohammed Al-Shaik/AFP/CP

  • Comentários
  • AFP

O alemão Sebastian Vettel, atual tetracampeão mundial de Fórmula 1, deixou claro que teme um início de temporada catastrófico da Red Bull se não houver melhoras significativas até o Grande Prêmio da Austrália, previsto para o dia 16 de março. "Em primeiro lugar, terminar a corrida já seria um êxito", declarou o piloto em entrevista ao canal alemão Servus TV.

"Se a metade dos pilotos não cruzam a linha de chegada, pode até ser que a nossa equipe consiga arrancar alguns pontos", salientou o piloto. Na semana passada, no Bahrein, o australiano Daniel Ricciardo teve apenas o 10º melhor tempo, enquanto Vettel fez a 18ª melhor volta, mais de quatro segundos mais lento do que o brasileiro Felipe Massa, da Williams, o mais rápido dos testes.

A Red Bull completou apenas 176 voltas do circuito de Sakhir, metade do que a Mercedes, uma das favoritas com Nico Rosberg e Lewis Hamilton. "Não estamos no nível em que gostaríamos de estar", reconheceu Helmut Marko, consultor do time austríaco, conhecido por ser um dos mentores de Vettel. "O início da temporada está chegando pelo menos dois meses cedo demais para nós. Será difícil tirar o atraso, não sei quando quando, nem se será possível".

Bookmark and Share