Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 05/03/2014
  • 20:12
  • Atualização: 20:13

Em grande estilo, França bate Holanda em Paris

Inglaterra sua para bater Dinamarca e Equador faz virada heroica sobre Austrália

  • Comentários
  • Lancepress

A França levantou a sua torcida no Stade de France, em Paris. Nesta quarta-feira, os Bleus bateram a Holanda por 2 a 0, placar que lavou a alma do torcedor francês, sempre desconfiado do potencial de sua seleção.

Os gols do jogo foram anotados ainda no primeiro tempo. Benzema abriu o placar aos 32 minutos, batendo cruzado, enquanto Matuidi ampliou aos 41 com um gol de voleio. Mesmo jogando com sua força máxima, e contando com jogadores como Sneijder e Van Persie, a Holanda foi incapaz de furar a defesa francesa, formada pelos zagueiros Varane e Mangala.

A França ocupa o Grupo E da Copa do Mundo, ao lado de Suíça, Equador e Honduras. Sua estreia é contra os hondurenhos, no dia 15 de junho, no Beira-Rio. Já a Holanda terá uma tarefa dura em sua primeira partida no Mundial. Jogará contra a Espanha, na reedição da final da Copa de 2010, em Salvador. Além disso, enfrentará no Grupo B o Chile e a Austrália.

Equador vira sobre a Austrália em jogo de sete gols

Equipes que fazem parte dos grupos de Holanda e França, respectivamente, Austrália e Equador se enfrentaram nesta quarta-feira, no estádio The Den, em Londres. O jogo foi emocionante e teve sete gols, terminando com vitória equatoriana por 4 a 3.

Os australianos chegaram a abrir 3 a 0, com dois gols de Cahill e um de Jedinak. No segundo tempo, o Equador virou com Martínez, Castillo, de pênalti, Valencia e Mendez.

Inglaterra sua para bater Dinamarca

A Inglaterra suou para superar a Dinamarca por 1 a 0, no último teste do técnico Roy Hodgson antes de convocar os 23 jogadores que representarão o English Team na Copa do Mundo. O gol foi marcado por Daniel Sturridge no fim do jogo.

Além do autor do gol, Glen Johnson, Jordan Henderson, Steven Gerrard e Raheem Sterling também começaram o jogo pela Inglaterra representando o Liverpool. Sturridge teve duas chances claras no primeiro tempo, mas perdeu ambas.

Na segunda etapa Hodgson fez algumas mudanças, principalmente nos flancos, maior dúvida do treinador para a Copa. Oxlade-Chamberlain teve sua chance, assim como Townsend. Milner, uma opção mais conservadora, entrou no fim.

Bookmark and Share