Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 05/03/2014
  • 21:54
  • Atualização: 21:59

Espanha vence a Itália por 1 a 0 em amistoso pré-Copa

Em outro amistoso, a Bélgica, dentro de casa, empatou em 2 a 2 com a Costa do Marfim

Pedro marcou o gol da seleção espanhola | Foto: Javier Soriano / AFP /CP

Pedro marcou o gol da seleção espanhola | Foto: Javier Soriano / AFP /CP

  • Comentários
  • AFP e Lancepress

Jogando em casa, no estádio Vicente Calderón da capital espanhola, a Espanha não demorou para impor seu estilo de jogo, dominando a posse de bola e trocando passes no campo italiano.

O primeiro lance de perigo do jogo veio aos 5 minutos, quando Pedro acertou um belo chute de longe, obrigando o goleiro Buffon a fazer boa defesa. O veterano capitão da Itália foi exigido novamente aos 21, desta vez num chute colocado de Iniesta.

Os italianos, porém, foram responsáveis pelos lances de maior perigo do primeiro tempo, quando Osvaldo recebeu na entrada da área e teve tempo de armar um lindo chute colocado, aos 28. A bola acabou raspando o ângulo direito de Iker Casillas, que só fez golpe de vista.

No segundo tempo, apesar das substituições nas duas equipes, a postura das duas equipes não mudou.
Os espanhóis continuaram dominando a posse de bola, mas a equipe de Prandelli, agora com o 'Maestro' Pirlo no meio, que entrou no intervalo no lugar do lateral Criscito, continuou fechadinha em busca de um ataque certeiro.

Pilar do meio-campo do Paris Saint-Germain e também da seleção italiana, Thiago Motta, outro brasileiro naturalizado, teve boa atuação à frente da zaga da 'Azzurra', mas foi substituído aos 16 minutos do segundo tempo, dando lugar para a entrada do veloz atacante Giaccherini.

A mudança acabou sendo um tiro no pé para os italianos. Um minutos depois, David Silva e Iniesta encontraram espaço na entrada da área adversária para trocar passes. A bola acabou sobrando para Pedro, que não desperdiçou e abriu o placar.

Com a vantagem no marcador, os donos da casa continuaram dominando a posse de bola (cerca de 67% aos 30 minutos do segundo tempo), mas pareciam satisfeitos com o resultados, armando poucos ataques perigosos.

Aos 38, Cazorla ainda teve uma grande chave de ampliar, recebendo ótimo passe de David Silva, melhor em campo, mas acabou chutando por cima do gol de Buffon.

Prandelli fez diversas substituições para tentar chegar ao empate, colocando Destro no lugar de Osvaldo, além de Immobile na vaga de Cerci, mas se viu dominado por uma seleção claramente mais entrosada.

"Eu esperava mais dos jogadores do ponto de vista físico, mas temos tempo de nos recuperar até o Mundial. É evidente que a Espanha é mais forte e que teremos dificuldades contra uma equipes com tanta qualidade, mas acho que podemos melhorar até a Copa", explicou o treinador italiano.

Ao fim da partida, a vitória magra serviu mais para Vicente del Bosque testar os "brasileiros" Diego Costa e Thiago Alcântara do que provar que a atual campeã do mundo continua como uma forte candidata ao bicampeonato.

Diego Costa, muito parado no ataque, mostrou que precisa ainda se acostumar com o estilo de jogo "Tiki Taka" da Roja, muito usado pelo Barcelona, base da seleção espanhola, mas não pelo Atlético de Madri, seu clube.

Já Thiago Alcântara provou que pode ser útil aos espanhóis, tanto na armação de jogadas como no primeiro combate. Na Copa do Mundo, a seleção espanhola defenderá o título num Grupo B complicado, no qual terá pela frente Holanda, vice campeã mundial, Chile e Austrália.

A Itália também não terá vida fácil no Brasil, onde enfrentará Inglaterra, Uruguai e Costa Rica no Grupo D, o 'Grupo da Morte'.

Empate com muitos gols
Cabeça de chave do Grupo H da Copa do Mundo, a Bélgica deixou escapar a vitória no amistoso contra a Costa do Marfim. A partida foi disputada em Bruxelas e terminou empatada em 2 a 2. A seleção belga, tida como uma daquelas que poderá surpreender no Mundial do Brasil, chegou a estar vencendo por 2 a 0. Os gols foram de Fellaini, aos 17 minutos do primeiro tempo, e Nainggolan, aos seis do segundo.

No entanto, a reação marfinense foi iniciada com Drogba. O ex-atacante do Chelsea marcou aos 29 minutos. Quando a vitória da Bélgica parecia já sacramentada, apareceu Gradel, nos acréscimos para selar o empate.

A Costa do Marfim, que também disputará a Copa do Mundo, está no Grupo C. O mesmo de Colômbia, Japão e Grécia. Já os belgas enfrentarão no Grupo H as equipes de Argélia, Rússia e Coreia do Sul.

Bookmark and Share