Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
14º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

07/03/2014 17:37 - Atualizado em 07/03/2014 17:43

Aldo Rebelo pede punição rigorosa a casos de racismo

Volante Arouca e árbitro Márcio Chagas da Silva foram vítimas de preconceito

Não são apenas os boleiros que divulgaram mensagens de repúdio em relação aos episódios racistas ocorridos em São Paulo e no Sul. O volante Arouca, do Santos, e o árbitro gaúcho Márcio Chagas da Silva, vítimas dos casos, receberam o apoio do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, através de nota oficial no site do ministério.

Rebelo entrou em contato com as autoridades de São Paulo e do Rio Grande do Sul para pedir investigação e "punição rigorosas aos torcedores" que cometeram os atos preconceituosos. O jogador santista foi chamado de "macaco" pela torcida do Mogi Mirim, enquanto Chagas foi insultado e teve o carro depredado por integrantes da torcida do Esportivo. 

"A agressão racista não atinge apenas aquele a quem é dirigida. Fere toda a população brasileira e a sua identidade de povo miscigenado" revelou o ministro.  Após uma conversa por telefone com o secretário de Segurança do Rio Grande do Sul, Airton Michels, Aldo Rebelo foi informado de que a polícia gaúcha já se mobiliza na busca pelos infratores.

"O secretário me informou que a Polícia Civil gaúcha já adotou providências para identificar os agressores do árbitro. A Justiça deve punir exemplarmente esse comportamento inaceitável. Não são torcedores, são criminosos", finalizou o ministro.  

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





» Tags:Futebol Racismo

O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.