Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 09/03/2014
  • 22:53
  • Atualização: 23:05

Jogos do interior têm homenagens a Márcio Chagas no Gauchão

Pelotas perde em casa para o São Luiz e está virtualmente rebaixado, Caxias garante vaga nas finais

  • Comentários
  • Alfredo Possas/Correio do Povo

A antepenúltima rodada da primeira fase do Gauchão foi toda disputada neste domingo e marcada pela solidariedade ao árbitro Márcio Chagas da Silva, que sofreu ofensas raciais durante e depois do jogo Esportivo 3 x 2 Veranópolis, na noite de quarta-feira, em Bento Gonçalves. O Esportivo jogou em Caxias do Sul contra o Juventude e, ao entra no gramado do Alfredo Jaconi com camisas brancas, teve seus jogadores carregando faixa com a frase “Racismo não”. Em campo, o time perdeu por 2 a 1, permanecendo na lanterna do Grupo A e ainda sob ameaça de rebaixamento, caso perca pontos na justiça desportiva.

Márcio Chagas apitou a derrota do Pelotas por 2 a 1 para o São Luiz, em plena Boca do Lobo. O árbitro foi aplaudido de pé por todos ao entrar no campo de jogo. Também em São Leopoldo, o árbitro foi homenageado. Jogadores do Aimoré entraram em campo com máscaras cobrindo seus rostos.

Enquanto o Pelotas perdeu outra e está virtualmente rebaixado, o seu maior rival Brasil ganhou fora do Lajeadense, por 1 a 0, e garantiu sua vaga nas quartas de final. Quem também se classificou foi o Caxias, graças ao ponto ganho no empate em 0 a 0 com o Cruzeiro, em Gravataí. Em Rio Grande, no Aldo Dapuzzo, o São Paulo ganhou do Novo Hamburgo por 1 a 0 e escapou do rebaixamento.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Gauchão