Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 12/03/2014
  • 18:43
  • Atualização: 18:56

Barcelona volta a vencer o City e se classifica na Liga dos Campeões

Time catalão fez 2 a 1 e garantiu presença nas quartas de final da competição

Barcelona volta a vencer o City e se classifica na Liga dos Campeões | Foto: Quique Garcia / AFP / CP

Barcelona volta a vencer o City e se classifica na Liga dos Campeões | Foto: Quique Garcia / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

O Manchester City tentou, brigou, foi valente, mas não conseguiu derrotar o Barcelona nesta quarta-feira dentro do Camp Nou, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O time inglês mudou o esquema, mas não reverteu o placar conquistado pelos catalães no jogo de ida, de 2 a 0. Desta vez, a equipe da Espanha bateu o adversário por 2 a 1, com gols de Messi, destaque na partida, e Daniel Alves. 

Xavi, que foi titular, ainda igualou Seedorf em jogos europeus. Ambos têm 161. Paolo Maldini, lenda do Milan, tem 168.O adversário nas quartas de final será conhecido após o sorteio do dia 21 de março. No fim de semana, o Manchester City volta a entrar em campo pelo Campeonato Inglês, contra o Hull. O Barcelona joga apenas no domingo, novamente no Camp Nou, quando recebe o Osasuna.

O jogo

Os dois técnicos resolveram mudar os seus esquemas para este jogo. O City veio com apenas um atacante, Agüero, e uma linha de três que vinha atrás, formada por Milner, Nasri e Silva. O Barcelona entrou com dois homens de frente, mas muito leves e com movimentação intensa: Messi e Neymar. Fabregas encostava, enquanto Xavi e Iniesta eram os armadores, um de cada lado.

O resultado foi muita intensidade, muita briga, várias faltas e poucas chances. O Barcelona até teve um gol anulado de Neymar no meio do primeiro tempo, mas foi praticamente um momento isolado. A partida ficou animada mesmo nos últimos 10 minutos, quando Silva isolou após boa jogada liderada por Yaya Touré.

O lance acordou os dois times. Neymar fez bonita jogada individual na sequência, até deixando Kolarov no chão com drible de cabeça. O chute foi para fora. Logo depois Xavi assustou Hart, e o City assustou com boa troca de passes que resultou em chute de Nasri. Mas o jogo foi para o segundo tempo apenas como uma promessa de que iria melhorar.

A etapa final começou no mesmo ritmo em que terminou a inicial. Mas o City apresentou uma nova proposta, já que veio com o alto Dzeko no lugar de Agüero. Rapidamente o Barcelona colocou uma na trave com Messi, e um minuto depois o bósnio respondeu de cabeça obrigando Valdés a se esticar todo.

O City até ensaiou uma pressão, ficou no campo de ataque, mas não conseguiu concretizar em gol. Até que enfim, o ataque do Barça funcionou. Fabregas recebeu na intermediária, viu Messi se infiltrar e tocou. O argentino aproveitou-se de falha de Lescott, e tirou de Hart com categoria para abrir o placar. 

Daí para o fim, o time inglês mexeu mais com o técnico Rubén Cousillas, que comandou o time no lugar do suspenso Manuel Pellegrini, mas não havia fôlego. Quando Zabaleta foi expulso por muita reclamação, as fichas inglesas terminaram, e e nem o gol no fim de Kompany serviu para animar a equipe. Pelo contrário. Daniel Alves ainda fez o segundo após jogada de Iniesta - 2 a 1.

Bookmark and Share