Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • Esportes
  • >> Futebol >> Liga dos Campeões
  • 12/03/2014
  • 19:09
  • Atualização: 19:16

PSG vira sobre o Bayer Leverkusen e segue na Liga dos Campeões

Franceses tomaram gol no início, mas garantiram o 2 a 1 e a vaga nas quartas de final

PSG vira sobre o Bayer Leverkusen e segue na Liga dos Campeões | Foto: Miguel Medina / AFP / CP

PSG vira sobre o Bayer Leverkusen e segue na Liga dos Campeões | Foto: Miguel Medina / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

O Paris Saint-Germain chegou a levar susto ao sofrer gol no começo da partida, mas manteve a postura em campo e despachou o Bayer Leverkusen nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, no jogo da volta, o PSG administrou vantagem de 4 a 0 e garantiu sua vaga nas quartas de final com um triunfo de 2 a 1 (agregado de 6 a 1) sobre os alemães.

O meia do Leverkusen Sam abriu o placar logo no começo do jogo, mas viu Marquinhos empatar poucos minutos depois, e Lavezzi virar, já no segundo tempo. Ibrahimovic teve atuação discreta e foi substituído no meio do segundo tempo. Agora, o PSG espera o sorteio para definir seu adversário na próxima fase. O Bayer se volta para a Bundesliga, onde segue com boas chances de garantir uma vaga para a próxima Champions.

Visivelmente desinteressado no jogo, o PSG sofreu um choque logo no início do jogo, com a abertura do placar aos cinco minutos de jogo. Em lance pela direita, Sam cabeceou para fazer 1 a 0 e dar uma ponta de esperança aos visitantes. Cientes de que um segundo gol incendiaria a partida, o PSG foi à luta e logo empatou, com Marquinhos de cabeça.

A partir daí, o Paris jogou à sua maneira. Sem se esforçar tanto, mas também sem dar espaços. Isso até que Jallet derrubasse Derdyiok na área. Sorte dos franceses que contam com Sirigu. O goleiro italiano fez bela defesa na cobrança de pênalti e manteve o placar empatado no primeiro tempo.

Na etapa complementar, o PSG aumentou o ritmo. Ainda sem se esforçar tanto, deixou clara sua superioridade, apesar de voltar a depender de Sirigu em vários momentos (o atacante Derdyiok, especialmente, consagrou o goleiro do Paris). Digne, que vinha sendo uma das principais ameaças ao Leverkusen pelo lado esquerdo finalmente acertou o pé no segundo tempo, deixando Lavezzi livre para marcar. Poucos minutos depois, Can foi expulso e começou a contagem regressiva para a classificação do time da casa.

O técnico Laurent Blanc, sabendo que o Bayer já estava morto no confronto, resolveu poupar alguns jogadores. Lucas entrou em campo no lugar de Lavezzi e foi discreto. Ménez também teve chance, entrando para a saída de Ibrahimovic, que apertou a mão de Blanc, mas saiu claramente contrariado.


Bookmark and Share