Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 17/03/2014
  • 21:22
  • Atualização: 21:29

Porto Alegre tem 2.007 inscritos para voluntários na Copa

Serão selecionadas 859 pessoas para o grupo final

Porto Alegre tem 2.007 inscritos para voluntários na Copa  | Foto: Samuel Maciel / PMPA / CP

Porto Alegre tem 2.007 inscritos para voluntários na Copa | Foto: Samuel Maciel / PMPA / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O programa Brasil Voluntário encerrou a fase de credenciamento com 2.007 inscritos, mais de mil além do número necessário de vagas. Os organizadores não esperavam uma procura tão expressiva. “Sabíamos que Porto Alegre teria uma boa resposta”, comemorou Luizinho Martins, secretário municipal da Juventude (SMJ), pasta responsável pelo voluntariado público.

Todos os inscritos poderão fazer a capacitação virtual, que será ministrada por profissionais da Universidade de Brasília, que vai até 18 de abril. Em uma segunda etapa, 1,2 mil serão selecionados para o treinamento presencial, que ocorrerá em quatro finais de semana entre abril e maio.

Na última fase do treinamento, serão selecionados os 859 voluntários que formarão a equipe oficial – os 341 restantes ficarão como reservas-que irão atuar em 15 pontos da cidade, como o Aeroporto Internacional Salgado Filho e a Estação Rodoviária, locais onde haverá equipes 24 horas por dia. Além disso, estarão presentes no entorno do estádio Beira-Rio, Mercado Público, Usina do Gasômetro, FanFest, Praça da Alfândega, Centro Aberto de Mídia, Parque da Redenção, Praça da Matriz, shoppings Praia de Belas e Barra Shopping, Parque da Harmonia, Parcão, Cidade Baixa e estacionamento da PUCRS.

Para o coordenador do Programa Brasil Voluntário da SMJ, Márcio Gilberto Silva de Souza, o sucesso da Copa depende do tratamento que os turistas receberão, por isso a importância de uma equipe de voluntários envolvida e motivada. . “Os números nos mostram que as pessoas querem ajudar e entenderam a importância do trabalho voluntário e, agora, partimos para outra fase importante: a qualificação deste pessoal”, avaliou Souza.

Os participantes terão seguro de vida em grupo durante o período de atuação,além de locomoção de casa até o local onde vão atuar, vale-alimentação no valor de R$ 20 e uniforme.

Bookmark and Share