Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
12º 28º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

19/03/2014 12:17 - Atualizado em 19/03/2014 12:35

Gilberto aprende a marcar “na marra” e fica surpreso com evolução

Lateral do Inter ouviu dicas de Abel Braga para melhorar defensivamente

Gilberto brincou reclamando que adversário rápidos caem sempre do seu lado<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral / CP Memória
Gilberto brincou reclamando que adversário rápidos caem sempre do seu lado
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória
Gilberto brincou reclamando que adversário rápidos caem sempre do seu lado
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória

Carioca, Gilberto vive em Porto Alegre desde janeiro. Ainda não sentiu o frio característico da capital gaúcha. Mas já conseguiu absorver outra especificadade do Sul, desta vez no futebol: a marcação. O lateral-direito garante que em dois meses no Inter já evoluiu na marcação, graças às dicas de Abel Braga e também às dificuldades encontradas na marra. Reclama que sempre os jogadores velozes dos rivais caem pelo seu lado.

Mesmo com 21 anos, Gilberto é o titular da posição no Colorado. Após confirmar o empréstimo do jogador do Botafogo, o clube cogitou buscar um atleta mais experiente. Mas, até o momento, se mostra satisfeito com o camisa 2. O jogador relata evolução grande, mesmo com dois meses de Inter.

“Melhorei bastante minha parte defensiva, que ano passado era o que tinha mais problema. O Abel só tem elogiado. Estou bem neste aspecto. Tenho que acertar os cruzamentos mais, tenho errado um pouco. Chutar mais no gol também. Tenho que arriscar. Mas estou surpreso com a minha evolução. Todo mundo está elogiando. Mas é ter calma para fazer as coisas certas agora”, comentou o jogador nesta terça-feira.

Com características ofensivas, Gilberto dividiu seu aprendizado. Primeiro, percebeu que teria de ser marcador também, ao analisar o companheiro Fabrício, do outro lado. Além disso, recebeu dicas do comandante. Mas, a prática também foi boa escola: pegou rivais velozes que tentaram aproveitar o espaço às suas costas.

“Primeiro, foi nos treinamentos. Vi que o Fabrício atacava bastante e percebi que iria precisar ficar um pouco mais. O Abel também conversou comigo, disse que tinha que melhorar na parte defensiva. E também tem outra coisa, parece que os rapidinhos só caem pelo meu lado. Estamos conseguindo marcar bem ali na direita, eu, o Willians, o Aránguiz e o Paulão”, avaliou Gilberto.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.