Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
13º 24º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/03/2014 15:27 - Atualizado em 27/03/2014 15:45

Valcke diz que Porto Alegre enfrenta "mais problemas" do que São Paulo

Secretário da Fifa, porém, elogiou aprovação de incentivo para estruturas temporárias no Beira Rio

Secretário da Fifa elogiou aprovação de incentivo para estruturas temporárias no Beira Rio<br /><b>Crédito: </b> Yasuyoshi Chiba / AFP / CP
Secretário da Fifa elogiou aprovação de incentivo para estruturas temporárias no Beira Rio
Crédito: Yasuyoshi Chiba / AFP / CP
Secretário da Fifa elogiou aprovação de incentivo para estruturas temporárias no Beira Rio
Crédito: Yasuyoshi Chiba / AFP / CP

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, valorizou o fato de a situação das estruturas temporárias ter sido resolvida em Porto Alegre. A Assembleia Legislativa aprovou na terça incentivo fiscal para que a obra seja realizada. No entanto, o representante da Fifa ressaltou que a situação dos gaúchos é bem complicada.

"Existem mais problemas em Porto Alegre do que em São Paulo. Em São Paulo, há uma empreiteira que já conhece o estádio. Em Porto Alegre, temos uma equipe muito grande do Comitê Organizador Local (COL) e da Fifa para apoiar para que as obras possam começar em 1º de abril", comentou.

O secretário-geral também contrariou a declaração do patrão, o presidente Joseph Blatter, e ainda não decretou como resolvido o impasse a respeito das estruturas temporárias da Arena Corinthians, em São Paulo, palco de abertura da Copa.  "Disse que esperava uma solução para São Paulo antes de pegar meu avião para voltar a Zurique. Ainda não temos uma solução concreta. Amanhã (sexta-feira) teremos uma ideia mais clara sobre São Paulo, mas estou bastante confiante", afirmou.

Valcke reforçou o temor da Fifa quanto à falta de tempo para testar o aparato antes do pontapé inicial da Copa. "Ainda há o que fazer, 77 dias é um tempo curto. O problema não é instalar, mas testar as estruturas. Tudo está muito no limite", acrescentou.

O secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, considerou a situação um dos principais desafios na reta final da preparação. "O Corinthians assumiu a responsabilidade, assim como em Porto Alegre. Eles estão compondo uma solução global, em São Paulo ainda não está firmada. Depois disso, teremos resolvido o grande desafio", disse ele.


Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





» Tags:Futebol Esporte Fifa

O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.