Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 03/04/2014
  • 10:30
  • Atualização: 11:07

Barcos abre a conta na Libertadores e iguala marca de 2013

Centroavante chegou a 14 gols pelo Grêmio em quatro meses

Barcos abre a conta na Libertadores e iguala marca de 2013 | Foto: Raul Arboleda / AFP / CP

Barcos abre a conta na Libertadores e iguala marca de 2013 | Foto: Raul Arboleda / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

O ano, definitivamente, está sendo bem diferente para Hernán Barcos. Depois de passar um ano sem uma boa relação com as redes, o centroavante do Grêmio fez as pazes com os gols. Na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Nacional, nessa quarta, o Pirata marcou o primeiro pela Libertadores, em uma hora importante, quando a equipe sofria pressão dos colombianos. De quebra, igualou os 14 gols marcados no ano passado.

Em apenas 17 jogos, o camisa 9 gremista já tem o mesmo número que anotou em 57 jogos na temporada passada. Com os 14 gols deste ano, somados aos tentos do ano que passou, o argentino atingou à marca prometida de 28 gols quando da sua contratação, com atraso de quatro meses.

O centroavante destacou a recuperação do grupo após a derrota no clássico Gre-Nal. "Temos um grande grupo no Grêmio. Viemos de uma derrota importante e essa classificação tem muito valor. Hoje, precisávamos destes gols e eu pude converter", explicou o Pirata, ainda na zona mista do estádio Atanasio Girardot

Barcos tem sido a referência do elenco do Grêmio desde sua chegada. Mas sua responsabilidade aumentou neste ano, com a presença em jogos em que o time titular não estava atuando por exemplo. O centroavante esteve no estádio para prestigiar os colegas que jogariam. Leva a faixa de capitão e exerce liderança forte no elenco.

Atualmente, Barcos ajuda na saída de bola, mas não tem tanto desgaste físico quanto no ano passado. E consegue chegar na área e finalizar com qualidade. Como foi em seu gol. Após dividida de Luan, o argentino ficou com a bola, avançou área adentro e com um toque sutil, por cima, tirou o goleiro Armani da jogada. "Foi um lindo gol, qunado saí já vi que ninguém ia pegar. Quando vi a bola no chão, consegui colocar a bola por cima do gol e a bola entrou. Passou o goleiro e saí para comemorar", lembrou Barcos.

Bookmark and Share