Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
19º 28º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

03/04/2014 14:37 - Atualizado em 03/04/2014 14:43

Após primeiro gol no novo Beira-Rio, Fabrício busca marcar em festa

Lateral-esquerdo também quer deixar o seu no amistoso contra Peñarol, na reabertura oficial

Lateral Fabrício marcou primeiro gol no evento-teste contra Caxias<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Lateral Fabrício marcou primeiro gol no evento-teste contra Caxias
Crédito: André Ávila
Lateral Fabrício marcou primeiro gol no evento-teste contra Caxias
Crédito: André Ávila

A reinauguração do Beira-Rio acontecerá neste fim de semana. Mas o primeiro gol do no vo estádio Beira-Rio já saiu. E o lateral-esquerdo Fabrício está feliz da vida com este feito. Agora, o objetivo muda: fazer o primeiro gol "internacional" da casa colorada, que está próxima de ser reaberta de maneira definitiva. O lateral-esquerdo espera manter a boa fase contra os uruguaios.

O gol de Fabrício abriu a goleada por 4 a 0 sobre o Caxias, no dia 15 de fevereiro. O lateral subiu mais alto que a defesa grená para marcar de cabeça. Mesmo modo que Claudiomiro marcou o primeiro gol do estádio, em 1969, no amistoso contra o Benfica de Eusébio, vencido por 2 a 1 pelos colorados.

“O primeiro gol é meu. Ninguém tira mais. Tenho a chance de jogar contra o Peñarol, fazer o primeiro internacional. Vou procurar fazer a minha parte, dar uma assistência, se puder concluir. Vou estar feliz. O importante é sair feliz independente de quem faça o gol”, comentou o jogador.

O time aurinegro esteve envolvido no festival de inauguração do estádio, em 1969. No domingo, o Beira-Rio irá completar 45 anos. Por isso, a escolha da data. Nesta sexta-feira, o clube gaúcho irá completar 105 anos. As festividades tomam conta do ambiente colorado.

“Se tiver oportunidade de fazer o gol., será uma maravilha esse inicio para mim. Estou me dedicando e quando chega o jogo estou sendo feliz. A confiança do Abel e do grupo também é importante. Agora é manter. É tudo de bom. Não tínhamos nossa casa. Sofremos fora dela. Vamos poder jogar o brasileiro dentro de casa. Domingo tem o jogo do Peñarol, q participou do festival. Fico feliz em fazer parte da festa, mas quero ganhar no domingo também”, destacou Fabrício.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.