Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 06/04/2014
  • 10:53
  • Atualização: 11:28

Barcos se consolida como referência no Grêmio

Após 2013 ruim, centroavante vive fase de artilheiro no início desta temporada

Barcos se consolida como referência no Grêmio | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Barcos se consolida como referência no Grêmio | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Cristiano Munari / Correio do Povo

Depois de um ano difícil em 2013 quando amargou dois jejuns de nove partidas sem balançar as redes durante o Brasileirão e marcou apenas 14 gols em 57 jogos com a camisa do Grêmio, Barcos tem um início de temporada de 2014 bem diferente. Diante do Atlético Nacional na quarta-feira, o camisa 9 chegou ao seu 17º jogo no ano e já alcançou a marca de 14 gols de 2013. Além disso, tem se consolidado como referência do Tricolor de Enderson Moreira.

Se nos tempos de Vanderlei Luxemburgo, Barcos tinha a orientação para sair mais da área e armar jogadas para os companheiros e com Renato Portaluppi exercia também funções de marcação, com Enderson Moreira o centroavante vem atuando como a referência da equipe. Em todos os esquemas utilizados até aqui - do 4-2-3-1 do começo do ano ao 4-1-4-1 consolidado após a lesão de Zé Roberto -, a presença do argentino tem sido como a referência da equipe e está sempre próximo do gol adversário.

Mesmo com os bons números faltava algo para Barcos. Artilheiro do Gauchão e autor de gols nos dois clássicos Gre-Nais da temporada, o argentino ainda não havia marcado na Libertadores. E o tento na competição sul-americana veio na vitória de 2 a 0 sobre o Atlético Nacional na Colômbia, que, segundo o argentino, foi uma espécie de dívida paga com a torcida.

“O gol foi importante porque o torcedor estava cobrando, eu não estava me conformando. Tinha esta dívida comigo mesmo e com o torcedor, que cobra muito e falava que eu só marcava gol no Gauchão. Mas agora estou um pouco mais tranquilo e espero que na fase decisiva da Libertadores possa voltar a marcar mais gols que serão importantes para o Grêmio", declarou camisa 9.

Barcos tem sido importante para o Grêmio não apenas pelos gols. É o capitão e líder do grupo. Titular do time nas últimas partidas devido à lesão de Zé Roberto, Dudu ressalta que jogar ao lado de Barcos tem sido um facilitador para os homens de frente gremistas. “Pelo pouco tempo que estou aqui, já vi que ele é um cara que trabalha e é de grupo. Ajuda bastante todo mundo ali na frente, conversa bastante. Ficamos muito felizes com esse momento dele. O torcedor está feliz com os gols dele a gente também. Espero que ele siga assim, fazendo gols, que vai ser muito bom para o nosso grupo”, afirmou o camisa 7 tricolor.

Bookmark and Share