Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
15º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

06/04/2014 18:31 - Atualizado em 06/04/2014 18:32

Santos é surpreendido e Ituano vence a primeira decisão do Paulista

Cristian marcou para o time do interior e Cícero ainda perdeu um pênalti no jogo

O Penapolense surpreendeu o São Paulo nas quartas de final. O Ituano eliminou o Palmeiras na semi. E quem acreditou que o pequeno pararia de aprontar contra o grande na decisão do Campeonato Paulista de 2014 enganou-se. Neste domingo, em duelo no Pacaembu, o Santos foi derrotado na primeira partida da final e perdeu por 1 a 0 para o Ituano, que garantiu a vitória com gol de Cristian ainda no primeiro tempo. O Peixe desperdiçou um penâlti com Cícero.

No duelo de volta, a finalíssima, o Santos terá de vencer pela diferença mínima para levar a decisão para os pênaltis, ou por dois ou mais gols de vantagem para sagrar-se campeão. Já a equipe de Itu joga pelo empate para conquistar o estadual após 12 anos - em 2002, o Ituano venceu o Paulistão que não teve participação dos grandes, que disputaram o Torneio Rio-São Paulo na ocasião. O São Paulo foi o campeão do Supercampeonato Paulista em quadrangular posterior.

Neste domingo, o Ituano mostrou boa postura desde o início do jogo e não sentiu a pressão da decisão. Até a metade do primeiro tempo, o Santos só havia chegado duas vezes, sem perigo, com chutes de longe de Leandro Damião e Thiago Ribeiro. O time do interior fazia boa marcação, tocava bem a bola e chegava com perigo.

Aos 20 minutos, em bela jogada, a equipe abriu o placar. Esquerdinha recebeu da lateral direita e, com um toque de calcanhar genial, enganou os zagueiros rivais e deixou Cristian na cara de Aranha. O camisa 10 esperou a bola quicar e soltou a bomba para fazer 1 a 0.

O Peixe, embalado pelo grito de "Santos, o time da virada" das arquibancadas, foi para cima. Aos 33 minutos, David Braz recebeu cruzamento na área e desviou a bola. Josa encostou a mão e o árbitro Rodrigo Guarizo do Amaral marcou pênalti. Cícero, que poderia igualar Alan Kardec, Luis Fabiano e Léo Costa na artilharia do Paulistão, todos com nove gols, cobrou por cima e decepcionou os santistas presentes no estádio.

Oswaldo de Oliveira não fez nenhuma alteração na volta do intervalo, e sua equipe pouco mudou de atitude. A primeira chance clara criada foi justamente do Ituano, que poderia ter ampliado o placar. A zaga santista fez linha burra e Rafael Silva saiu na cara de Aranha. O atacante tinha Esquerdinha ao seu lado, praticamente sem goleiro, mas olhou para o chão e chutou para o gol. O camisa 1 do Peixe defendeu e o companheiro do centroavante ficou desesperado.

A melhor oportunidade do Santos foi um cruzamento de Thiago Ribeiro na cabeça de Leandro Damião. O camisa 9 testou firme, mas o goleiro Vagner espalmou para escanteio.

Desta vez, a estrela de Oswaldo e dos reservas santistas não brilharam. Rildo e Stéfano Yuri, que entraram e foram decisivos na semifinal contra o Penapolense, ganharam chance no segundo tempo, mas nada puderam fazer para a derrota ser evitada.

O Santos, time de melhor campanha da primeira fase, com o maior número de vitórias, maior saldo de gols e de goleadas incontáveis na competição, agora vai precisar vencer no duelo de volta. Caso contrário, nada terá sido suficiente.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress





» Tags:Futebol Santos

O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.