Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 07/04/2014
  • 14:32
  • Atualização: 14:33

Pelé destaca caos nos aeroportos e minimiza morte em obras da Copa

De acordo com o Rei do Futebol, acidente fatal na Arena Corinthians “não é assunto”

O ex-jogador disse ainda que aqueles que protestam contra o evento estão confundindo as coisas | Foto: Issouf Sanogo / AFP / CP Memória

O ex-jogador disse ainda que aqueles que protestam contra o evento estão confundindo as coisas | Foto: Issouf Sanogo / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • Lancepress

Em evento para lançamento de um projeto em parceria com uma empresa de diamantes, Pelé falou muito sobre os preparativos para a Copa do Mundo, que será realizada a partir de junho no Brasil. O que mais preocupa o ex-camisa 10 da Seleção Brasileira é o problema nos aeroportos e o fato do país não estar aproveitando o evento como uma "vitrine" para o turismo. Sobre as mortes que aconteceram durante a construção dos estádios, ele disse que acidentes são "coisas da vida".

“A minha preocupação é a de todos. Infelizmente, temos essa oportunidade e não estamos utilizando para fazer propaganda, não estamos aproveitando para o turismo. Minha preocupação é mais nesse sentido. Outra coisa são os aeroportos, fui viajar, voltei e estavam um caos. Faltam apenas dois meses. O que aconteceu no Itaquerão (Arena Corinthians), o acidente, isso é normal, coisas da vida. Pode acontecer. Acredito que não é assunto”, ressaltou.

O ex-jogador disse ainda que aqueles que protestam contra o evento estão confundindo as coisas, já que os jogadores não têm nada a ver com a corrupção do nosso país. “Eles estão fazendo protestos porque estão aborrecidos com a política. A Seleção Brasileira não tem nada a ver com isso. A Copa do Mundo é uma coisa que enaltece o Brasil. O Brasil é conhecido no mundo todo por causa do futebol. Essas pessoas têm que reivindicar porque é claro que não vamos deixar que roubem a vida toda. Quer protestar protesta, mas da próxima vez tira os políticos ladrões. Os jogadores não têm nada a ver”, opinou.

Bookmark and Share