Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
17º 26º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

08/04/2014 08:51 - Atualizado em 08/04/2014 09:15

Reunião à tarde define liberação do Beira-Rio

Entulho no entorno do estádio do Inter preocupa autoridades

Reunião à tarde define liberação do Beira-Rio<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti
Reunião à tarde define liberação do Beira-Rio
Crédito: Ricardo Giusti
Reunião à tarde define liberação do Beira-Rio
Crédito: Ricardo Giusti

Mesmo depois de receber quase 100 mil pessoas no final da semana, o Beira-Rio ainda corre o risco de não ser liberado para o Gre-Nal 401, marcado para este domingo. Uma reunião na tarde desta terça-feira, entre dirigentes do Inter, representantes do Ministério Público e autoridades da segurança pública do Estado, definirá se o renovado estádio receberá ou não o clássico.

A tendência é que o jogo ocorra no Beira-Rio, a despeito das várias exigências que serão feitas pela Brigada Militar (BM) para que seja garantida a integridade das duas torcidas. É certo, porém, que a liberação definitiva do estádio não será concedida agora. Se houver o Gre-Nal, ele ocorrerá sob uma autorização provisória, semelhante à concedida para o amistoso contra o Peñarol.

Os bombeiros não devem se opor ao jogo no Beira-Rio. Há algumas pendências a serem vencidas, mas elas são basicamente documentais. O problema são os resíduos da obra, que seguem ao redor do estádio. Segundo a BM, eles representam uma ameaça ao público.

“Estive no Beira-Rio no final de semana acompanhando os eventos. Não tínhamos torcida adversária, não havia possibilidade de encontro de torcidas. Agora a situação é diferente. É um Gre-Nal que decide um campeonato. O entorno tem muitas áreas de risco para torcedores e pessoas que estão no trânsito. A minha maior preocupação é em relação às obras de entulho no entorno. São questões que precisam ser superadas para que o estádio possa receber o jogo”, observa o comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel João Diniz Godoy.

Os dirigentes colorados prometem agir. O isolamento de algumas áreas e a limpeza de outras devem ser providenciados pelo Inter até o final de semana. Além disso, deve ser criado um “corredor” para a chegada da torcida gremista ao estádio. A BM, aliás, promete aumentar o rigor na revista dos torcedores, sobretudo após o setor de inteligência da instituição observar o comportamento das torcidas nas redes sociais.


Bookmark and Share


Fonte: Fabrício Falkowski / Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.