Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 11/04/2014
  • 20:14
  • Atualização: 20:24

Inter define na segunda empresa responsável por obras temporárias

Clube espera pelo menos seis propostas até o anúncio

Empresa que fará obras temporárias será divulgada na segunda-feira | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

Empresa que fará obras temporárias será divulgada na segunda-feira | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

  • Comentários
  • Lucas Rivas / Rádio Guaíba

A direção do Inter vai anunciar na tarde de segunda-feira o nome da empresa que será responsável por instalar e gerenciar as estruturas temporárias do estádio Beira-Rio. Pelo menos seis propostas são esperadas para serem analisadas no período da manhã. À tarde, a direção formaliza, em nota, a vencedora. Além de experiência no ramo, a empresa também deve entregar a proposta financeira mais em conta. A escolhida vai locar os equipamentos necessários para realizar o evento, como tendas, geradores e equipamentos de informática, entre outros itens.

Conforme o vice-presidente de Administração do Inter, José Amarante, o departamento de Marketing do clube já procura empresas interessadas em bancar as estruturas em troca de isenção de ICMS. O material necessário é orçado em R$ 25 milhões. Amarante garante que vários interessados já contataram o Inter, sobretudo empresários do ramo alimentício, de bebidas, telefonia e também de fora do Rio Grande do Sul.

Caso o Marketing colorado não consiga fechar com as instituições interessadas, o clube prevê contratar mais uma empresa - para contatar os interessados em bancar as obras temporárias da Copa (que serão utilizadas, por exemplo, nas FanFests e no chamado Caminho do Gol).

Na terça-feira passada, o Inter definiu o consórcio, composto pelas empresas LR Sport & Marketing e Strong Evento, que vai acompanhar a prestação de contas das estruturas temporárias para realizar os jogos da Copa.

Em 26 de março, foi aprovada a lei que estabelece que empresas instaladas no Estado, dispostas a investir no Programa de Apoio à realização de Grandes Eventos Esportivos, possa compensar até 100% do valor aplicado no pagamento de ICMS, desde que repasse 15% do total ao Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte. O teto para a isenção de impostos também foi fixado em R$ 25 milhões.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte