Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
17º 24º


Faça sua Busca


Esportes > Vôlei

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/04/2014 11:41 - Atualizado em 13/04/2014 11:42

Cruzeiro atropela o Sesi-SP e é bicampeão da Superliga de Vôlei

Time mineiro vem de sequência incrível de títulos e fez a festa da torcida no Mineirinho

Não há quem segure o Sada Cruzeiro atualmente no vôlei brasileiro. Na manhã deste domingo, a equipe celeste conquistou pela segunda vez em sua história a Superliga Masculina, principal campeonato nacional. A taça veio após vitória por 3 sets a 0 (21-19, 21-17 e 21-18) sobre o Sesi-SP, no Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte (MG).

Esta foi a quarta final de Superliga seguida do Cruzeiro, que foi vice em 2010/2011 para o próprio Sesi e em 2012/2013 para o RJX (atual RJ Vôlei). Na temporada 2011/2012, a Raposa foi campeã sobre o Vôlei Futuro.

Além disso, a equipe ainda vem de títulos importantes no retrospecto recente, tendo em vista que venceu a Copa Brasil este ano e é atual tetracampeão mineiro, bicampeão sul-americano e campeão mundial. O próximo compromisso da equipe, inclusive, será a luta pelo segundo título no Mundial de Clubes, que será entre 6 e 11 de maio, em Betim (MG).

Como sempre, o Cruzeiro contou com grandes atuações do experiente levantador William e o oposto Wallace, que fez dez pontos. Mas além deles, o ponteiro Filipe se mostrou muito vibrante em quadra e foi um dos destaques da final, também com dez acertos.

Pelo Sesi, o jovem oposto Renan, que ganhou vaga de titular na equipe após lesão de Evandro, foi a bola de segurança do levantador Sandro. Por outro lado, o ponteiro Lucarelli foi mal e parou no bloqueio celeste em diversas oportunidades.

O jogo

O confronto começou disputado, mas também marcado por erros das equipes. O primeiro tempo técnico veio com 7 a 6 para o Cruzeiro e seis erros ao todo, três de cada time. O time mineiro abriria 12 a 9 mais tarde após dois erros do jovem ponteiro Lucarelli. Mas, o Sesi mais uma vez saiu de uma desvantagem de três pontos e reequilibrou o confronto.

O duelo seguiu parelho, mas com o Cruzeiro sempre à frente no placar. Lucarelli errou uma recepção de saque no fim e entregou o 20º ponto ao Cruzeiro, que depois fechou o set, em 21-19, com um forte ataque de Wallace.

O Sesi começou um segundo set um pouco melhor, mas sem conseguir abrir mais que um ponto de vantagem. Entretanto, o time paulista voltou a errar e o Cruzeiro contou com grande apresentação do ponteiro Filipe, que soube se esquivar do bloqueio do Sesi.

O oposto Wallace até esteve apagado nesta parcial, mas apareceu com tudo no fim e ajudou o time mineiro a abrir pela primeira vez três pontos de vantagem no set, fazendo 18 a 15. Com Lucarelli e Sidão pouco atuantes neste set, o Sesi não conseguiu reagir. Daí o 21 a 17 após ponto de saque de Éder.

Com a torcida já preparando a festa, o Cruzeiro logo abriu cinco pontos (9 a 5) no terceiro set, contando com um Filipe muito vibrante em quadra. Assim, ficou difícil parar a equipe de azul, ainda mais com o ponteiro Lucarelli muito mal no jogo (foi substituído por Manius ainda no começo do set). No fim, 21 a 18 e mais um título na conta da Raposa.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





» Tags:Vôlei Esporte

O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.