Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
15º


Faça sua Busca


Esportes

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

19/04/2014 17:12 - Atualizado em 19/04/2014 17:16

Cronistas analisam favoritos antes da primeira rodada do Brasileirão

Hiltor Mombach, Vinicius Sinott e Mauro Cézar apontam candidatos ao título e rebaixamento

Inter e Grêmio são candidatos ao G4<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral / CP Memória
Inter e Grêmio são candidatos ao G4
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória
Inter e Grêmio são candidatos ao G4
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória

O Brasileirão 2014 começa neste fim de semana, ainda sob atmosfera de Libertadores para alguns dos seus expoentes, caso de Cruzeiro, Grêmio e Atlético-MG. O Inter, por sua vez, está numa missão definida por dirigentes, jogadores e comissão técnica de alcançar o título nacional e figura como um dos principais postulantes. Três cronistas de jornal, rádio e televisão, analisam o início do campeonato e fazem suas projeções dos favoritos.
Confira abaixo as opiniões de Hiltor Mombach, Vinicius Sinott e Mauro Cézar Pereira

Projeção para o Brasileirão

Hiltor Mombach (Colunista do Correio do Povo)
Talvez seja o Brasileiro onde menos tenha sido definido um grande favorito. Há tempos atrás tínhamos o São Paulo, algumas vezes o Inter. Desta vez, não temos um favorito. O futebol paulista está em crise, tanto que o Ituano ganhou com justiça. O futebol carioca não tem nenhum clube firmado. Tem os mineiros, que estão em alta. E tem a dupla Gre-Nal. Mas nem é um campeonato aberto. Está aberto na ponta de cima, e também, de certa forma, na parte de baixo., Imagino que pode um grande cair neste ano. Acho que a Chapecoense não cai, porque em casa é muito forte. Este Brasileiro que não pode ser marcado pelo time que pode ser campeão. Tem praticamente uma pré-temporada por causa da parada com a Copa do Mundo. Se o Grêmio descobre que não deu certo no início do Brasileirão, pode fazer uma avaliação e voltar completamente diferente. Por isso, está muito aberto.

Vinicius Sinott (Comentarista da Rádio Guaíba)
Eu não estou vendo nenhuma grande equipe. Antes de começar, não tem nenhum grande que se destaque mais para ser apontado como favorito. Não vejo um timaço no Brasileirão que possa assustar, ao menos no papel. Vamos ver nas primeiras rodadas alguma equipe que apareça como grande. Se for para apontar alguém, seria o Cruzeiro porque é a equipe que terminou bem o ano passado e pode seguir. O Corinthians é um time que o Mano Menezes está arrumando. O Inter é forte, que pode encaminhar uma boa campanha também.

Mauro Cezar Pereira (comentarista da Espn)
Essa é a pergunta mais difícil de ser respondia. É um ano que tem Copa do Mundo, os times podem passar por várias mudas. Não apenas em elenco, como alguns podem aproveitar melhor a parada que outros. Em tese, acredito que Cruzeiro, pelo elenco e campanha do ano passado, não pode ser descartado. Acredito que o Fluminense vai brigar lá em cima porque neste ano tem um elenco de qualidade. Tem a volta do Conca. Pode ser um time forte. Mudou o técnico. Agora tem um bom técnico. O Renato não era e o Cristovão é. O Inter ganhou o Gauchão. Tem um time melhor que no ano passado, mas não sei se tem elenco. Tem um treinador que sabe motivas os jogadores e isso é importante. O Grêmio está com a cabeça voltada à Libertadores e isso pude atrapalhar um pouco, mas não pode ser descartado.

Perspectivas do Inter
Hiltor
Tem em relação ao ano passado, perdeu três medalhões, como Scocco, Damião e Forlán. A história do Brasileiro prova que não é o time de medalhão que ganhe., é o time de grupo. Acho que o Inter acertou neste ano e está bem mais preparado do que o ano passado. E tem a contratação pontual, que é o Aránguiz, que acertou a equipe. E o Abel achou o time ideal no segundo tempo contra o Grêmio. O Inter tem um time e alternativas para mudar a concepção do time. Parece que começa melhor que o ano passado sem os medalhões. Mais uma vez, isso se torna rotina, está entre os candidatos à Libertadores. Tem um esquema, tem um jogo. O Inter parece bem encaminhado.

Sinott
Uma coisa é time e outra é grupo. Time ganha jogo e grupo campeonato. O plantel do Inter é bom, tem opções, tem qualidade. O técnico tem como mexer e como mudar a maneira de jogar. O Brasileiro é longo, tem muitas lesões e cartões. Depois começaram os jogos duas vezes por semana o grupo vai ser muito importante. Vejo que algumas mudanças precisam ser feitas, o Ernando deve ser o titular da zaga ao lado do Paulão. Precisa de mais um volante. Acredito que no ataque é preciso apostar na base. O Onter não vai conseguir um atacante melhor que Rafael Moura ou Paulista. Se houvesse um grande atacante, sim. Mas acho que tem que olhar mais para dentro de casa. Tem que dar oportunidade para Murilo, para Aylon.

Mauro Cezar
O Inter ganhou o Gauchão. Tem um time melhor que no ano passado, mas não sei se tem elenco. Uma coisa é ganhar o Gauchão com Rafael Moura e Wellington Paulista, outra coisa é o Brasileiro. Mas tem um técnico que conhece muito bem a competição e sabe motivar muito bem os jogadores.

Perspectivas do Grêmio
Hiltor
Tinha um time afirmado, que era uma equipe com três volantes, que o Renato estava encaminhado no ano passado. Nunca testou usar com dois volantes e Zé Roberto e Dudu no meio. E Luan e Barcos na frente. Se o Grêmio acertar com os três volantes, continua como candidato. Mas se não acertar, vai ter o período de Copa para acertar o time. Tem um sistema que foi testado no Gauchão e não foi tão bem assim, porque ficou muito atas do Inter. Acho que o Grêmio do Brasileiro vai se definir nos próximos jogos da Libertadores. Vai discutir o parceiro do Rhodolfo. Que pode ser o Bressan. Isso gera uma desconfiança e jogar com um parceiro novo é um pouco complicado. O Bressan saiu porque era um zagueiro contestado. Teria alternativa para mudar do meio para frente, como Dudu e Luan. Parece que no papel, que o esquema é o melhor. Os resultados da Libertadores

Sinott
Vejo o Grêmio como um time de razoável para bom, mas falta banco. O treinador não tem muitas opções. É difícil o prognóstico. No ano passado já se dizia isso. O Renato chegou, viu que tinha problemas e resolveu fazeru m retrancão. Ele ganhou algumas partidas e o time embalou. Com esse grupo que está, vejo no problemas. O Grêmio precisa de quatro bons jogadores. Não é contratar para banco. Tem que contratar titulares. Jogadores que irão resolver o problema. O Grêmio precisa de meias. O Rodriguinho foi destaque até hoje no América-MG, mas não deu certo no COtrinthians, que é do tamanho do Grêmio. Já foram contratados Maxi Rodriguez, Jean Deretti e Alan Ruiz. Nenhum deles agradou. Quanto mais eles jogam, mais o Zé Roberto se consagra. O Grêmio precisa de dois meias, um zagueiro, um lateral-direito e um atacante. Quatro ou cinco em nível de titularidade.

Mauro Cézar
O Grêmio está voltado para a Libertadores. Tem jovens, fez uma primeira fase boa. Isso pode ser ruim em relação ao Brasileiro porque vai estar com a cabeça voltada para a Libertadores. No Brasileiro, elenco pesa muito e não sei se é forte o suficiente. A dedicação à Libertadores pode atrapalhar um pouco, mas não pode ser descartado

Projeção do G-4:
Hiltor
Grêmio e Inter, sempre coloco. Cruzeiro e Corinthians, enquanto Atlético-MG e São Paulo correm por fora

Sinott
Cruzeiro, Atlético-MG, Inter e Corinthians

Mauro Cézar
Fluminense, Inter, São Paulo, Corinthians e Grêmio

Rebaixamento
Hiltor
Vou me abster. Acho que não cai a Chapecoense. Sport, Vitória e Bahia são candidatos. Tem pouco dinheiro, e a questão de grana influencia. Todos os campeões na era de pontos corridos tinham bala na agulha, tinham dinheiro.

Sinott
Figueirense, Sport, Vitória e Bahia. Dos grandes, Fluminense e Botafogo correm riscos

Mauro Cézar
Figueirense, Chapecoense, Criciúma, Bahia, Vitória, Goiás e Sport



Fonte: Laion Espíndula e Cristiano Munari






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.