Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/04/2014 08:40 - Atualizado em 20/04/2014 09:05

Grêmio busca recuperação diante do Atlético-PR

Tricolor estreia no Brasileirão às 16h no Orlando Scarpell de Florianópolis

Grêmio encara Atlético-PR com força máxima<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP
Grêmio encara Atlético-PR com força máxima
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP
Grêmio encara Atlético-PR com força máxima
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Foram sete dias remoendo as feridas abertas pela goleada sofrida no clássico Gre-Nal. Uma semana ouvindo as queixas e os questionamentos dos torcedores. Período que durou uma eternidade. O Grêmio queria entrar logo em campo para apagar a última imagem deixada. Neste domingo, diante do Atlético-PR, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, às 16h, surge a oportunidade de iniciar a volta por cima.

A estreia no Campeonato Brasileiro vale muito mais do que apenas três pontos na tabela. As contestações foram grandes desde o domingo passado. Interrogações sobre Enderson Moreira e Werley, entre outros, surgiram. Trazer um bom resultado é essencial para aliviar o clima que formou-se sobre o time nestes últimos dias. Especialmente com a decisão que se avizinha diante do San Lorenzo, na Argentina.

"Sabemos que é muito importante dar uma resposta o quanto antes", destacou o técnico gremista. O abatimento foi grande no vestiário. "Eu preciso falar direto para nosso torcedor. Essa derrota nos doeu muito. Mas a gente fez tudo que poderia ser feito. Ficamos muito tristes por não conseguir fazer com que o torcedor tivesse a oportunidade de ganhar este título. Nosso vestiário ficou muito chateado. Isso já mostra o caráter de cada um dos jogadores", acrescentou.

A vitória ou até mesmo uma derrota com um placar menos expressivo diante do Inter poderia ter mudado o planejamento do Grêmio. Com a goleada, no entanto, a equipe terá praticamente a sua força máxima contra o Atlético-PR. Ficam de fora da partida apenas a dupla de zaga titular, Rhodolfo e Werley, e Wendell.

"O objetivo é colocar sempre a melhor equipe em campo. Neste primeiro jogo do Brasileirão vamos com o que temos de melhor. O que vai impedir a escalação de um ou outro atleta é a recuperação. Sobre isso, tem a dupla de zaga, além do Wendell, que ficou fora durante a semana de treinos. Quero observar também o Bressan e o Pedro Geromel", ressaltou Enderson.

Uma semana se passou desde o clássico Gre-Nal. Tempo para o Grêmio analisar bem a derrota dolorosa para o maior rival. A recuperação do bom astral que vinha com a boa campanha na Copa Libertadores começa a ser buscada neste domingo.

Atlético-PR mira volta da confiança

O Furacão também passa por um momento complicado. Depois da eliminação na primeira fase da Libertadores, uma reformulação profunda iniciou. Manoel, referência nos últimos anos, foi um dos jogadores afastados do elenco - outros 12 também passaram a treinar com o time sub-23. Adriano rescindiu o contrato com o rubro-negro.

O técnico espanhol Miguel Ángel Portugal está pressionado. O trabalho é questionado e ele pode ser um dos primeiros técnicos do Brasileiro a ser demitidos. No meio deste turbilhão, o treinador montou uma equipe quase emergencial para o jogo. Weverton, João Paulo, Marcelo e Ederson são os remanescentes do time do ano passado, de boa campanha sob o comando de Vagner Mancini.

A equipe terá muitos valores jovens. Portugal buscou na base algumas opções, como o meia Marcos Guilherme, de 18 anos. Sueliton será desfalque e Mário Sérgio assume a lateral direita. "Como eu sempre falo, é o meu sonho poder estar no time principal do Atlético. Acredito que de todos os meus anos no clube, este é o meu melhor momento. Estou bem preparado para estes desafios que estão por vir. Para mim, é uma satisfação enorme fazer parte deste grupo, tendo a possibilidade de jogar um Campeonato Brasileiro e uma Copa do Brasil", disse Marcos Guilherme, apenas 18 anos, ao site oficial dos paranaenses.

Bookmark and Share


Fonte: William Lampert / Correio do Povo e Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.