Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/04/2014 18:14 - Atualizado em 20/04/2014 18:15

Atlético-MG e Corinthians ficam no 0 a 0

Goleiros apareceram nas melhores oportunidades do jogo, ambas na etapa final

Somos iguais". Em preto e branco como os uniformes de Atlético-MG e Corinthians, a mensagem criada pela CBF para repudiar o racismo no futebol estava em uma das placas ao redor do gramado do Parque do Sabiá neste domingo de Páscoa. Não poderia haver resumo melhor para a estreia dos alvinegros no Campeonato Brasileiro de 2014: iguais na falta de inspiração, nas poucas chances criadas e no placar, 0 a 0.

Os goleiros apareceram nas melhores oportunidades do jogo, ambas na etapa final. A do Galo veio com Fernandinho, que tentou driblar Cássio após receber de Guilherme e acabou desarmado. A do Corinthians foi com Guerrero, que saiu do banco de reservas para receber de Romarinho e chutar à queima-roupa, quase no último lance: Victor fez intervenção sensacional.

Mas esses lances foram exceções. O time de Mano Menezes chegou a lembrar o de Tite, que passou em branco em 19 das 38 rodadas do torneio nacional de 2013, incluindo nove empates por 0 a 0 - um deles com o Atlético-MG, também fora de casa, no segundo turno.

O meia Petros, ex-Penapolense e estreante da tarde, foi quem mais tentou acabar com o marasmo. Mas isso não quer dizer muito. O máximo que ele conseguiu fazer foi exigir uma boa defesa de Victor apór um chute de longe no fim do primeiro tempo. Luciano, que somava seis gols em sete jogos pelo Alvinegro, até teve alguns lampejos pela direita, mas sem brilho. Jadson mal foi notado.

O Atlético-MG povoava o campo de ataque pela esquerda, com Fernandinho, Diego Tardelli e Ronaldinho se movimentando constantemente. Mas isso também não quer dizer muito. O momento de maior emoção criado pelo Galo no primeiro tempo foi em uma cobrança de falta do R10, que Luciano desviou com o cotovelo (dentro da área). Heber Roberto Lopes mandou seguir. O time sentiu falta de Jô, preservado para o jogo do meio de semana.

O Corinthians volta a jogar às 16h do próximo domingo, contra o Flamengo, no Pacaembu. Já o Atlético-MG abre na quarta-feira, às 22h, a disputa contra o Atlético Nacional (COL), pelas oitavas de final da Libertadores, fora de casa. Pelo Brasileiro, os comandados de Paulo Autuori duelam também no domingo, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.