Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 21/04/2014
  • 19:37
  • Atualização: 19:44

Brasília bate Paysandu nos pênaltis e é campeão da Copa Verde

Time do Distrito Federal venceu disputa emocionante e garantiu vaga na Sul-Americana

  • Comentários
  • Lancepress

O Brasília devolveu a derrota de 2 a 1 sofrida na ida pelo Paysandu, se saiu melhor nos pênaltis, e se sagrou campeão da Copa Verde. A equipe da capital assegurou vaga para a Copa Sul-Americana de 2015.

O time candango saiu à frente aos 38 minutos do primeiro tempo. O zagueiro Charles cortou com a mão chute que tinha o destino do gol e foi expulso. Na cobrança, Gilmar bateu no meio do gol para converter a favor dos mandantes. O resultado dava o título ao clube do Distrito Federal.

Mesmo com um a menos desde o fim do primeiro tempo, o Paysandu foi guerreiro e lançou-se ao ataque. Entretanto, o gol marcado por Alekito, após bela jogada de Fernando, logo aos nove minutos da etapa complementar, parecia selar o resultado.

O Papão não se rendeu. Foi à frente e buscou de todas as formas. Viu a bola ser cortada em cima da linha pela zaga adversária em uma oportunidade. Na outra, foi negado ao atacante Lima o gol, pois o auxiliar assinalou um impedimento duvidoso. De tanto insistir, o time paraense conseguiu marcar. E foi em um lance inusitado.

Já aos 39 minutos do segundo tempo, Nathan, do Brasília, como o fair-play manda, foi devolver bola jogada para fora pelo Papão, para atendimento de um jogador. Ele cobrou lateral nos pés do zagueiro João Paulo, que fez um lançamento de 30 metros para Leandro Carvalho. O atacante, que entrara cinco minutos antes, chutou cruzado, com violência, para levar o jogo para os pênaltis.

As cobranças de pênalti também foram dramáticas. O goleiro Mateus começou defendendo a cobrança do Brasília. Todos converteram até a cobrança decisiva, de Lima, que daria o título ao Papão. Ele bateu com força, mas o goleiro Arthur foi muito bem para fazer a defesa. Na sétima cobrança, Arthur voltou a defender chute de Helliton. Desta vez, Fernando tinha a missão de dar o campeonato ao Brasília. Ele bateu mal, Mateus tocou na bola, ela bateu no travessão e - de forma inacreditável - entrou. Depois foi só alegria da equipe da casa.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Esporte