Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
18º 25º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/04/2014 10:42 - Atualizado em 22/04/2014 10:58

Grêmio suplica por apoio da torcida na Libertadores

Fábio Koff prometeu time com outro espírito diante do San Lorenzo

Grêmio suplica por apoio da torcida na Libertadores <br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Grêmio / CP
Grêmio suplica por apoio da torcida na Libertadores
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / CP
Grêmio suplica por apoio da torcida na Libertadores
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / CP

O momento, todos reconhecem, não é dos melhores. A segunda melhor campanha da Libertadores, o Grêmio começa a disputar as oitavas de final com duas derrotas consecutivas, uma delas uma goleada em Gre-Nal. Mas o presidente Fábio Koff e o técnico Enderson Moreira pedem para que os torcedores gremistas apoiem a equipe na próxima quarta-feira, principalmente.

Nesta quarta, às 22h, o Tricolor começa a decidir a vaga nas quartas de final da Libertadores com o San Lorenzo, em Buenos Aires. O clube será representado por cerca de 700 torcedores na capital argentina. Mas as súplicas de ambos não tem relação apenas com a arquibancada, e sim com o clima de desconfiança criado em torno do time para os jogos decisivos.

Koff lembrou a campanha gremista na Libertadores para pedir o apoio do torcedor diante do San Lorenzo. "O torcedor tem que acreditar. Estamos nas oitavas de finais de uma competição de 32 clubes e foi segundo melhor. Sofremos um gol. Vamos jogar com o espírito de Libertadores. Entramos no grupo da morte e já estávamos eliminados no sorteio", comentou o presidente gremista.

Na derrota para o Furacão, no domingo, o técnico Enderson Moreira foi chamado de burro já no intervalo. Saiu de campo aplaudindo. Segundo ele, o gesto foi para pedir apoio do torcedor que estava no Orlando Scarpelli. É o que ele quer principalmente na outra quarta, no duelo na Arena contra os argentinos.

"O aplauso é para chamar o torcedor para nos ajudar. No momento difícil precisamos da ajuda do torcedor. Já recebemos muitas críticas de muita gente. Tivemos um confronto difícil na Libertadores, conseguimos chegar como a segunda melhor campanha e estamos em aberto. Precisamos do nosso torcedor, que ele acredite e possa incentivar. As cobranças são normais, todo mundo quer vencer sempre. Mas nem sempre é possível", disse Enderson.

Bookmark and Share



Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.