Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
15º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Copa do Mundo

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/04/2014 20:36 - Atualizado em 22/04/2014 20:43

Piratini agiliza contato para bancar obras temporárias da Copa

Gerdau e Vonpar já manifestaram interesse em custear estruturas no Beira-Rio em troca de isenção fiscal

Piratini agiliza contato para bancar obras temporárias da Copa<br /><b>Crédito: </b> Jonathas Costa / Especial CP
Piratini agiliza contato para bancar obras temporárias da Copa
Crédito: Jonathas Costa / Especial CP
Piratini agiliza contato para bancar obras temporárias da Copa
Crédito: Jonathas Costa / Especial CP

Enquanto o Inter mantém indefinição sobre a integradora que vai gerenciar e captar empresas para bancar as estruturas temporárias do Beira-Rio para a Copa do Mundo, o governo do Estado deu início a negociações paralelas. O objetivo é fechar o quanto antes a negociação em troca de isenções fiscais.

As gaúchas Gerdau e Vonpar já demonstraram interesse para compensar até 100% do valor aplicado no pagamento de ICMS, conforme o secretário estadual de Planejamento, João Motta. “A Gerdau, a Vonpar e outras empresas com volume razoável de linha de crédito com o Estado... Essas são as prioridades. É uma busca ativa e em conjunto com todos os interessados e o mais importante que elas estão manifestando desejo de fazerem parte deste esforço”, frisou.

João Motta explica que o Internacional tinha prazo até o dia 21 de abril para contratar a empresa integradora. “É um trabalho que a gente está fazendo em conjunto com a Prefeitura, governo do Estado e o clube. Nosso trabalho é não perder nem um dia para viabilizar as obras”, ressaltou o secretário.

A direção colorada já adiantou que uma das cinco propostas para a integradora já havia sido praticamente escolhida, mas protelou o anúncio oficial. A empresa vai locar os equipamentos necessários para realizar o evento, como tendas, geradores e equipamentos de informática, entre outros itens. O material foi orçado em R$ 25 milhões. O Inter já definiu o consórcio, composto pelas empresas LR Sport & Marketing e Strong Eventos, que vai acompanhar a prestação de contas das estruturas temporárias do Mundial.

O secretário de Planejamento ressaltou que o clube gaúcho já ofereceu o centro de eventos para ser a central de mídia, onde serão instalados os transmissores e geradores para levar ao mundo os jogos da Copa. O Gigantinho também já foi destinado para ser o centro dos voluntários do evento.

Em 26 de março, foi aprovada a lei que estabelece que empresas instaladas no Estado e dispostas a investir no Programa de Apoio à realização de Grandes Eventos Esportivos possam compensar até 100% do valor aplicado no pagamento de ICMS, desde que repassem 15% do total ao Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte. O teto para a isenção de impostos também foi fixado em R$ 25 milhões.


Bookmark and Share

Fonte: Lucas Rivas/Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.