Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 24/04/2014
  • 00:11
  • Atualização: 00:14

Técnico cumpriu objetivo de evitar diferença de gols, afirma Fábio Koff

Presidente diz que Grêmio foi valente e tem todas as condições de seguir na Libertadores

Presidente diz que Grêmio foi valente e tem todas as condições de seguir na Libertadores | Foto: Juan Mabromata/AFP/CP

Presidente diz que Grêmio foi valente e tem todas as condições de seguir na Libertadores | Foto: Juan Mabromata/AFP/CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

A classificação ficou complicada e dependente de uma vitória do Grêmio com saldo na Arena, após a derrota para o San Lorenzo. Na saída do jogo desta quarta-feira, contudo, o presidente Fábio Koff avaliou a situação como regular e buscou elogios a Enderson Moreira: "Conseguimos evitar uma diferença de gols muito grande e esse objetivo o técnico alcançou", definiu.

"É preciso reconhecer o trabalho do treinador", reforçou Koff. "Sabemos que o Grêmio sofreu sua primeira derrota na Libertadores. Pode perder um jogo, mas a gente viu que é um time que encara a seguir qualquer adversário", analisou o dirigente.

O presidente se agarrou aos 180 minutos para classificar o resultado como "reversível" em Porto Alegre. "Foram os primeiros 90 minutos e temos como recuperar. O Grêmio não fez má atuação, teve de improvisar equipe, sem Rhodolfo e com o Luan sem ritmo", justificou Koff.

"O Grêmio teve pegada, ousadia, sofreu um gol, mas não se abalou e enfrentou o adversário de igual para igual", enfatizou o dirigente. "Foi uma equipe valente que tem todas as condições de seguir adiante", afirmou.