Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
8ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Copa Libertadores

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/04/2014 00:03 - Atualizado em 30/04/2014 00:04

Nacional do Paraguai elimina o Vélez da Libertadores

Empate em 2 a 2 garantiu o time paraguaio pela primeira vez nas quartas de final da competição

Nacional conquistou vaga inédita nas quartas da Libertadores<br /><b>Crédito: </b> Daniel Garcia / AFP / CP
Nacional conquistou vaga inédita nas quartas da Libertadores
Crédito: Daniel Garcia / AFP / CP
Nacional conquistou vaga inédita nas quartas da Libertadores
Crédito: Daniel Garcia / AFP / CP

Dono da melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, o Vélez Sarsfield foi eliminado da competição na noite desta terça-feira após um empate em 2 a 2 com o Nacional do Paraguai em Buenos Aires. O time paraguaio venceu o jogo de ida em Assunção por 1 a 0.

Não faltou emoção no jogo desta noite. Precisando da vitória, o Vélez partiu para o ataque desde o começo da partida. No entanto, o time argentino parou na defesa bem armada da equipe paraguaia. A melhor chance da primeira etapa foi com o jovem Jorge Corre, que parou em grande defesa de Ignacio Don.

As emoções e os gols ficaram para o segundo tempo. De tanto pressionar, o Vélez chegou ao gol que levaria a decisão para os pênaltis aos 29 minutos, com Correa. No entanto, a festa argentina durou pouco porque três minutos depois Lucas Romero cometeu pênalti e foi expulso. Na cobrança, Silvio Torales marcou para o Nacional, 1 a 1, resultado que obrigava o time argentino a fazer dois gols para se classificar.

Com um a menos e precisando de dois gols, o Vélez foi para cima. E Corre, aos 39, colocou novamente o time argentino na frente, 2 a 1. O Vélez Sarsfield foi para o tudo ou nada nos minutos finais e não teve sucesso. Já aos 48, quando até o goleiro Sosa foi para o ataque, o Nacional garantiu a classificação em um contra-ataque em que Orué pode entrar com bola e tudo para empatar o jogo e por o time paraguaio pela primeira vez nas quartas de final da Libertadores.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.