Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Esportes > Fórmula 1

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/05/2014 10:01 - Atualizado em 01/05/2014 10:32

Senna e Ratzenberger são homenageados em Ímola

Cerimônia na curva Tamburello será o ponto principal do evento

Senna e Ratzenberger são homenageados em Ímola<br /><b>Crédito: </b> Mauro Monti
Senna e Ratzenberger são homenageados em Ímola
Crédito: Mauro Monti
Senna e Ratzenberger são homenageados em Ímola
Crédito: Mauro Monti

A missa em homenagem a Ayrton Senna e Roland Ratzenberger, que abriu a semana de recordação dos dois pilotos mortos há 20 anos, lotou a sala de briefing do circuito de Ímola. A maioria presente era de fãs, mas os pais do piloto austríaco ocupavam a primeira fila. O padre Sergio Mantovani conduziu a cerimônia que durou pouco mais de 40 minutos e destacou de maneira especial, em português, o trabalho humanitário que Senna e sua família conduziram no Brasil através do Instituto.

- Especial de 20 anos lembra título de Senna em Tarumã em vídeo interativo


"Não imaginava encontrar tanta gente na lembrança de duas pessoas queridas. Nosso Ayrton e nosso Roland, os recordamos com tanto carinho. Nem parece que já se passou vinte anos destes acontecimentos", destacou Mantovani.

Encerrada a cerimônia, Rudolf Ratzenberger, pai do piloto austríaco, falou sobre como este tipo de evento o ajudou a superar a perda. "Estive em Ímola diversas vezes desde 1994. Gosto de estar presente e de falar com jornalistas. Eu trabalhava com a imprensa antigamente. Sempre digo que meu trabalho para Roland é um trabalho triste, mas que me economizou um psiquiatra. Outras pessoas precisam de acompanhamento depois de um golpe como esse. Não precisei. Com minha esposa é diferente. Até hoje, tem dificuldade em lidar com o que aconteceu", disse.

Para Rudolf, porém, a maior homenagem que poderia ser feita para seu filho não aconteceu. "Havia uma bandeira da Áustria no cockpit da Williams e sabíamos que Senna gostaria de ter homenageado Roland depois da corrida. Nos deixa muito tristes que ele tenha falecido. Tornou tudo ainda mais amargo", disse o austríaco, que visitou o Brasil diversas vezes nos últimos anos, como turista.

Dia de homenagens no circuito

Uma cerimônia na curva Tamburello será o ponto principal do evento em Ímola nesta quinta-feira. O dia começa com uma parada pelo circuito no qual os fãs presentes poderão circular pelo traçado com seus próprios carros. Na sequência, haverá uma palestra sobre a evolução da segurança na Fórmula 1 desde 1994, com a presença de Mauro Forghieri (diretor-esportivo da Ferrari naquela temporada), do ex-chefe de equipe Giancarlo Minardi e do ex-piloto Emanuele Pirro, que atua hoje como comissário da FIA em algumas corridas da F-1. 

O dia segue com a abertura de exposições fotográficas de Senna e Ratzenberger no circuito, com uma partida de futebol envolvendo pilotos da F-1 da época dos dois e se encerra com um jantar beneficente, com renda revertida ao Instituto Ayrton Senna.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.