Correio do Povo

Porto Alegre, 14 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
10º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

03/05/2014 20:50 - Atualizado em 03/05/2014 20:51

Com time reserva, Cruzeiro vence o Atlético-PR

Time paranaense jogou em Brasília por causa de suspensão do STJD

Ainda por conta da suspensão imposta pelo STJD, o Atlético-PR mandou mais uma partida fora de seus reais domínios. Desta dez, o Furacão recebeu o Cruzeiro no estádio Mané Garrincha. Dividindo as atenções com a Copa Libertadores, o atual campeão Brasileiro entrou em campo com o 'expressinho' de Marcelo Oliveira, que escalou o time repleto de jogadores reservas. Privilegiado pelo forte plantel, os suplentes deram conta do trabalho e saíram de campo com uma grande vitória de virada por 3 a 2.

Cruzeiro melhor, mas Atlético sai em vantagem

A partida começou equilibrada, com o Cruzeiro possuindo mais controle do jogo, apesar de nenhuma chance real de gol nos primeiros 20 minutos. Na mesma formação utilizada pelo time titular, Marcelo Oliveira escalou Tinga um pouco mais à frente dos volantes, contribuindo no papel de organizador das jogadas.

Durante as descidas do time celeste, Marcelo era quem mais se destacava no Furacão, já que explorava muito bem sua velocidade para puxar os contra-golpes do Atlético, mas foi o companheiro Ederson quem abriu o marcador. Após cobrança de lateral, Natanael colocou a bola na área, o zagueiro Wallace não alcançou e Ederson, com seus 1,71m de altura, testou firme para as redes de Fábio.

O gol rubro-negro serviu para o Cruzeiro abandonar um pouco os toques de lado para ser mais agressivo dentro de campo. Após a desvantagem, a Raposa criou rapidamente duas grandes oportunidades, mas Bruno Rodrigo e Luan acabaram parando no goleiro Wewerton, que evitou a igualdade. O arqueiro só não poderia evitar a maior arma do Cruzeiro. Em escanteio de Egídio pela esquerda e no primeiro poste, Nilton subiu bem para empatar a partida, aos 35 minutos.

Semelhante ao primeiro gol, em nova bobeira do Cruzeiro, o Furacão balançou novamente as redes. Desta vez, Marcelo pegou o rebote do cruzamento e chutou rasteiro, da entrada da área. A bola passou por três defensores estrelados antes de tocar a trave e morrer de mansinho no gol de Fábio. 2 a 1 Furacão e resultado final do primeiro tempo.

Cruzeiro vai para cima e vira

A segunda etapa começou boa para o Cruzeiro. Borges ganhou mais aproximação de seus companheiros após a entrada de Dagoberto, e em uma de suas primeiras descidas, o atacante foi derrubado por Dráusio. Falta que rendeu o vermelho direto ao zagueiro atleticano. Buscando deixar o time ainda mais ofensivo, Marcelo Oliveira sacou Luan, já improvisado na lateral após a saída de Egídio, e colocou Marcelo Moreno em campo. Coube ao volante Souza se deslocar para o flanco esquerdo do gramado.

Com o time totalmente atrás da linha da bola, o Atlético-PR não conseguiu suportar os frequêntes ataques do Cruzeiro. Na escapada de Alisson pelo lado direito, o lateral Natanael acabou se precipitando e fez pênalti no jovem celeste. Souza foi para a cobrança e deixou tudo igual novamente.

Os 15 minutos finais de jogo foram de relativa pressão do Cruzeiro. E aos 37 minutos, enfim, a virada da Raposa chegaria no Mané Garrincha. Jogada pela esquerda do improvisado Souza e Marcelo Moreno subiu bem de cabeça para decidir o resultado da partida. De virada, o expressinho do Cruzeiro garantiu mais um bom resultado no Brasileirão e chegou aos sete pontos na tabela, deixando para trás o próprio Furacão, que estacionou com quatro.


Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.