Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
8ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

04/05/2014 20:37 - Atualizado em 04/05/2014 20:46

Corinthians vence e assume liderança pelo saldo de gols

Peruano Guerrero marcou o gol no trifundo sobre a Chapecoense

O duelo entre Corinthians e Chapecoense deste domingo ficará marcado na história, pois foi a primeira partida entre os dois clubes. O futebol apresentado pelas duas equipes é digno de esquecimento. Sem chances de gol, o Timão precisou da ajuda da defesa adversária para marcar o gol da vitória, que dá ao clube paulista a liderança do Brasileirão. O Corinthians tem os mesmos sente pontos de Cruzeiro, Inter e Goiás, mas leva vantagem no saldo de gols.

Jogando com sua camisa amarela, o primeiro tempo do Corinthians foi muito abaixo do apresentado nas últimas partidas. Com Fágner jogando muito mal, o Timão passou sufoco e por pouco não viu a Chapecoense balançar as redes.

Já na segunda etapa, Mano Menezes mudou o time, com as entradas de Luciano, Bruno Henrique e Danilo, mas continuou vendo seu time armar pouco e chutar menos ainda. Wanderson, camisa 5 da Chapecoense, foi o melhor jogador do Corinthians em campo. Isso porque o zagueiro do Verdão furou dentro da sua própria área e fez com que a bola sobrasse para Guerrero marcar seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro.

O primeiro tempo foi um ponto fora da curva nas atuações do Timão. Recuado, a equipe do Corinthians mostrou pouco de seu poder ofensivo e não incomodou o goleiro da Chapecoense. As únicas chances do Corinthians vieram nas bolas alçadas na área por Jadson e em um chute de Petros, que passou longe do gol. Nada mais.

Concentrando suas jogadas pelo lado direito de seu ataque, o Corinthians buscava explorar a parte frágil da defesa adversária, com o improvisado Neuton na lateral. Entretanto, em noite apagada de Petros, Guilherme, Romarinho e Guerrero, o Timão não se livrou das inúmeras broncas de Mano Menezes, que esbravejava na beira do gramado.

A equipe de Chapecó, por sua vez, não se acanhou com a grandeza do Corinthians e desde o começo da partida buscava o ataque. Esbarrando na ótima defesa Alvinegra, a Chapecoense só levou perigo ao gol de Cássio após os 30 minutos, com um chute forte de Diones. Focando suas jogadas em cima de Fagner, lateral-direito do Corinthians, que passou por noite lamentável, o Verdão de Santa Catarina criou boas chances de gol. As bolas aéras também levaram perigo, mas Ralf e Cleber salvaram o Corinthians.
A volta para o segundo tempo deveria ser melhor, para que a partida tivesse alguma emoção. De fato foi. A Chapecoense começou a segunda etapa pressionando ainda mais o time do Corinthians. Mudando suas jogadas ofensivas para o lado esquerdo, o Verdão viu Ednei ultrapassar Fabio Santos e cruzar com precisão para Leandro, que antecipou Cleber, mas mandou para fora.

Apesar de marcar presença no campo de ataque no começo da etapa final, a Chapecoense recuou e permitiu que o Corinthians avançasse. Porém, sem sucesso. Petros manteve sua atuação apagada, Jadson também se escondeu e Guilherme mostrou um fraco futebol, tanto que foi substituído. Guerrero, porém, estava lá. Sumido durante toda a partida, o camisa 9 do Corinthians aproveitou a falha generalizada da defesa do Chapeconse e, sozinho, fuzilou para o gol, 1 a 0.

O jogo, que já estava morno, esfriou. O Timão não criou mais, a Chapecoense não conseguiu chegar ao gol de Cássio e o árbitro Wagner Reway decretou o final da fraca partida disputada em Chapecó (SC).

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.